Design

Among Us: Quem é o impostor?
Quando uma empresa de jogos indie criou o “Among Us” em 2018, este foi recebido com pouco entusiasmo. Um tal game de múltiplos jogadores chamado “Among Us” permaneceu na geladeira até a pandemia chegar de vez e não dar sinais de que iria embora tão cedo. Desde então, “Among Us” virou febre. Num piscar de olhos, YouTubers, influenciadores e creators do TikTok estavam jogando o jogo do impostor. Saiba mais sobre esta novo fenômeno dos games neste artigo na íntegra.
Quando uma empresa de jogos indie criou o “Among Us” em 2018, este foi recebido com pouco entusiasmo. Um tal game de múltiplos jogadores chamado “Among Us” permaneceu na geladeira até a pandemia chegar de vez e não dar sinais de que iria embora tão cedo.

Ah, que tal dar uma olhada no curso online da EBAC sobre Game Design? Neste curso, você irá aprender todas as etapas da criação de um jogo, desde a primeira ideia, passando pelo design e usabilidade até o seu lançamento. Clique aqui e saiba mais!

A explosão de “Among Us” começou quando Chance Morris (mais conhecido online como Sodapoppin), ansioso para manter seus seguidores entretidos durante a quarentena na plataforma Twitch, começou a trasmitir o jogo criado pela InnerSloth para seus singelos 2,8 milhões de seguidores. Desde então, “Among Us” virou febre. Num piscar de olhos, YouTubers, influenciadores e creators do TikTok estavam jogando o tal do jogo do impostor. Nomes como PewDiePie, James Charles, Felipe Neto, T3ddy e Neymar estavam todos “streamando” Among Us para suas comunidades de outros milhões de seguidores. “O pai tá on”, como dizem por aí.
Mas o que é este tal de Among Us?

“Among Us” é um jogo de múltiplos jogadores onde entre quatro e 10 jogadores são lançados numa nave alienígena. Cada jogador recebe seu papel como um "companheiro de tripulação" ou "impostor". Os membros da tripulação precisam então circular pela nave e completar uma série de tarefas enquanto tentam erradicar seus inimigos e evitar serem mortos por um ou vários impostores. Que sufoco!

Os jogadores podem ser eliminados da nave, então cada jogo se torna uma corrida pela sobrevivência: ou você vota corretamente para eliminar os impostores ou irá ter que completar todas as suas tarefas para vencer. É um jogo bem simples, na verdade.

Os jovens fãs de creators e influenciadores não somente assistiram às transmissões de Among Us, mas também começaram a jogar aos montes. Milhões de adolescentes e crianças em vários países do mundo se tornaram viciados no game que começou a servir como uma espécie de rede social para jovens com tédio quarentenados.

Segundo dados da InnerSloth, criadora do jogo, 69% dos gamers em Among Us são mulheres, e no total, 76% do público tem até 18 anos, 13% tem de 19 e 24 anos e apenas 9% tem de 25 a 34 anos. Os servidores de “Among Us” começaram a ficar lotados, num deles quase cem mil adolescentes socializam enquanto jogavam entre si. Com as grandes restrições nas áreas públicas das grandes cidades mundo afora e com poucas opções de lazer devido ao distanciamento social, “Among Us” permitiu uma nova maneira de interação social em segurança.
Não dá pra negar o impacto das redes sociais em relação ao jogo Among Us, seu sucesso contínuo é impulsionado ainda mais por uma enxurrada interminável de dados nas redes sociais. Por exemplo, o YouTube brasileiro conta com mais de 6 mil vídeos sobre o jogo desde janeiro até outubro.O Twitter está repleto de contas que publicam memes para centenas de milhares de seguidores. Vídeos no TikTok, incluindo a hashtag #AmongUs, acumularam mais de 13 bilhões de visualizações com paródias, fanfics, e muito mais. O jogo virou muito mais do que um simples game, sua popularidade o tornou um verdadeiro fenômeno cultural.

Segundo o site Tecmundo, os dados revelados pela empresa também comprovaram que o game atingiu cerca de 100 milhões de downloads no mundo inteiro, sendo cerca de 17 milhões (20%) só aqui no Brasil.
E AÍ? VAMOS CRIAR SEU PRÓPRIO “AMONG US” COM A EBAC?
Gamer, se você está lendo até aqui já deve ter ouvido aquela frase: faça o que ama e não precisará nunca trabalhar. Esta é a realidade um game designer, você deverá respirar e amar jogos com todo seu coração. Então, que tal criar aquele jogo que você sempre sonhou?

POR QUE INVESTIR NUM CURSO DE GAME DESIGN?


Motivos não faltam. O mercado de jogos explodiu mundialmente nos últimos anos e não para de crescer. Passou de US$ 1,9 bilhões em 2015 para US$ 2,2 bilhões - e a projeção para os próximos anos é ainda melhor: uma movimentação de US$ 3 bilhões em 2023, de acordo com o último relatório global divulgado pela Newzoo. Quer saber como isso te afeta? Simples: o Brasil ocupa a 13ª posição no ranking do mercado de games e é líder entre os países latino-americanos.

Por esta razão, a EBAC desenvolveu o curso online de Game Design. Neste curso, você terá uma visão 360º de todo o escopo do processo de produção de games como, por exemplo, conceito, personagens, desafios, interações entre os jogadores.

Resumindo: você irá compreender todas as etapas da criação de um jogo. Ao final, você terá montado uma estrutura completa que será o seu primeiro projeto de game com seu próprio personagem.

NOSSO PROFESSOR: SANDRO MORISHITA


Com mais de 10 anos de experiência como Game Designer e passagem por diversas produtoras do mercado de games como Ubisoft, Glu mobile, Dreams on Demand, Aplay Studios, Sandro atua como Diretor de Produção e Game Designer na Sinergia Studios.

Você certamente já jogou algum game produzido por ele! Seu sonho é ser um game designer e está a fim de torná-lo realidade com aulas de um verdadeiro mestre dos games? Então, clique aqui e comece já seu curso.