DESIGN

O que faz e qual é o

salário de um paisagista?

Os pais e mães de plantas que recentemente se multiplicaram nas redes sociais exibindo diferentes espécies vegetais comprovam a dimensão do espaço das plantas em nossas vidas: samambaias, jasmins, suculentas, orquídeas, alecrins, ráfias, entre outras espécies ornamentais. Se as plantas são elementos cada vez mais populares dentro dos nossos lares, eles são indispensáveis em espaços abertos como praças, parques e jardins. E você sabia que há uma profissão específica para  projetar, planejar e gerir o “verde” tanto em ambientes internos quanto externos? É exatamente o que faz um paisagista, o profissional em paisagismo. Confira a seguir:
Os pais e mães de plantas que recentemente se multiplicaram nas redes sociais exibindo diferentes espécies vegetais comprovam a dimensão do espaço das plantas em nossas vidas: samambaias, jasmins, suculentas, orquídeas, alecrins, ráfias, entre outras espécies ornamentais.
A natureza já faz parte do cotidiano de todos nós. Os pais e mães de plantas que recentemente se multiplicaram nas redes sociais exibindo diferentes espécies vegetais comprovam a dimensão do espaço das plantas em nossas vidas: samambaias, jasmins, suculentas, orquídeas, alecrins, ráfias, entre outras espécies ornamentais. Se as plantas são elementos cada vez mais populares dentro dos nossos lares, eles são indispensáveis em espaços abertos como praças, parques e jardins. E você sabia que há uma profissão específica para  projetar, planejar e gerir o “verde” tanto em ambientes internos quanto externos? É exatamente o que faz um paisagista, o profissional em paisagismo.

O paisagismo é a técnica de projetar, planejar, fazer a gestão e a preservação de espaços livres e encontrar a harmonia perfeita entre as construções feitas pelo homem e seus arredores naturais, cobrindo uma variedade de disciplinas, incluindo arquitetura, ciência, arte, ecologia, direito, preservação histórica, horticultura e urbanismo.
O que faz um paisagista?

“O jardim é, deve ser, uma parte integrada à vida civilizada; uma necessidade espiritual e emocional profundamente sentida, arraigada”. Esta frase é atribuída a Burle Marx, responsável pela introdução do paisagismo modernista no Brasil. "Diferente de qualquer outra forma de arte, um jardim é projetado para o futuro e para as gerações futuras", disse ele em outra ocasião numa entrevista antes de sua exposição de 1991 no Museu de Arte Moderna de Nova York.

Essas frases de Burle Marx servem como uma reflexão sobre o papel de um paisagista. Afinal, a habilidade e o talento dos paisagistas são visíveis ao nosso redor quando vemos a beleza e a utilidade de nossos parques, reservas naturais, jardins, praças, ruas, bairros e praças.
Na prática, porém, como em todo projeto, um paisagista inicia seu planejamento através da análise de um terreno natural para descobrir como pode mudá-lo, melhorá-lo ou até mesmo recriá-lo. Para isso, leva em consideração seu estado natural e os elementos que atualmente fazem parte dele como cachoeiras, rios, árvores ou pedras. Esses elementos farão parte da criação, além do acréscimo de elementos artificiais como fontes e passarelas, por exemplo.

Além do mais, um paisagista irá trabalhar com seus clientes para atender à visão que eles têm para seus espaços. Não importa o tamanho do projeto, os arquitetos paisagistas podem transformar um simples terreno num ambiente incrível. Durante as reuniões iniciais com os clientes, o arquiteto paisagista necessita ter uma ideia clara sobre como um determinado espaço será utilizado, bem como sua aparência. A maioria dos clientes possuem um orçamento em mente, isto deve ser levado em conta durante o processo de planejamento e design.

Uma vez que o projeto é elaborado, o paisagista geralmente constrói um modelo paisagístico. Esses modelos são bastante detalhados e incluirão componentes como árvores, estruturas, passarelas e espelhos d'água. A construção desses modelos auxilia aos clientes a visualizarem o resultado final de um projeto. Aliás, um paisagista também pode fazer alterações de última hora.
Kuala Lumpur City Centre Park, Malásia
Os profissionais desta área também podem se dedicar ao plantscaping, o paisagismo de interiores.
Os paisagistas também atuam como se fossem gerentes de projetos frequentemente colaborando com engenheiros, arquitetos, biólogos e outros profissionais. Eles também supervisionam o trabalho de outras pessoas para garantir que tudo esteja ocorrendo de acordo com seu planejamento previsto.

Os profissionais desta área podem também se dedicar ao plantscaping, o paisagismo de interiores. Segundo o site Archdaily, o platscaping trata-se de um projeto paisagístico de interior que visa alocar e configurar plantas dentro dos espaços internos, além de estabelecer o posicionamento estratégico das espécies vegetais dentro de uma obra, buscando potencializar e destacar certos aspectos de um determinado projeto arquitetônico. Os pais de plantas vão adorar o plantscaping! Falaremos sobre o tema em outro artigo, aguardem.
Afinal, quanto ganha um paisagista?

Já dissemos e repetimos mais uma vez: nunca é fácil determinar a remuneração exata de uma carreira específica. A remuneração de qualquer profissional irá diferenciar muitíssimo de acordo com a localidade, projetos, qualificação, experiência e ambição pessoal. Contudo, sabemos que a demanda por especialistas em paisagismo está em alta, mas a oferta de profissionais não está acompanhando essa necessidade de mercado. Portanto, as perspectivas são promissoras.
If a building becomes architecture, then it is art
Segundo o site Vagas, o salário de um paisagista pode atingir até R$ 3.188,00 mensalmente, com uma média salarial de R$ 2.522,00. Já o portal Catho aponta outra média similar de R$ 2.836,80 mensais. Por sua vez, o portal de estatísticas salariais, salario.com.br, indica que um paisagista recebe como remuneração em média R$ 3.359,79 para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais. Desta maneira, o mercado brasileiro apresenta picos salariais de até R$ 7.862,35 para esta profissão, segundo o mesmo site.

Contudo, saiba que estes são apenas exemplos de como você pode ter um retorno financeiro ao investir em sua carreira como paisagista. Ao trabalhar de forma autônoma, a profissão consegue ser ainda mais rentável com o desenvolvimento de projetos individuais. Por exemplo, um projeto para jardim de porte médio ou grande custa em média R$ 9.250,00. Neste sentido, um projeto para área gourmet é calculado em R$ 5.400,00 em média. Além destes, os projetos de paisagismo residencial e jardins pequenos custam R$3.300,00 e R$5.200,00 respectivamente. Estes números são informados pelo portal de construção civil, o Habitissimo.

Ainda segundo o Habitissimo, profissionais paisagistas costumam realizar consultorias pontuais e práticas que não contemplam todo os requisitos de um projeto paisagístico. Nestas consultas, estes profissionais costumam cobrar um valor fixo pela hora técnica que varia entre R$ 200,00 e R$ 300,00 na maioria dos casos. Se você tiver um perfil mais empreendedor, ter sua própria empresa garante a possibilidade real e concreta de construir sua marca no mercado conquistando projetos paisagísticos públicos ou privados, residências ou empresariais. Como dizemos frequentemente por aqui, o céu é o limite!

Aprenda tudo sobre paisagismo com a gente


A demanda por especialistas em paisagismo está em alta, mas a oferta de profissionais não está acompanhando essa necessidade de mercado. O curso em Paisagismo da EBAC foi pensado para que você possa colocar em prática a sua paixão pela natureza. Você estará pronto para começar uma carreira profissional com o portfólio que vai desenvolver aqui, ou poderá criar o jardim dos sonhos na sua casa. Aprenda com o paisagista Maurício Prada a transformar ambientes internos e externos com verdes de encher os olhos. No curso de Paisagismo, você estará preparado para desenvolver projetos para os mais diversos ambientes: residências, condomínios, praças públicas, jardins públicos e privados e até monumentos históricos. Já pensou?

Você irá demonstrar suas ideias utilizando desenhos técnico em planta baixa, aquarela e recursos de softwares para exemplificar suas ideias para o projeto antes da execução. Também irá aprender sobre os diversos estilos de paisagismo ao redor do mundo e conhecer mais sobre sua mais importante matéria-prima: as espécies de plantas.


Por esta razão, você terá uma perspectiva história para entender sobre paisagismo e conhecer sua trajetória. Além de conhecimento técnico, você vai sair deste curso com uma excelente bagagem cultural. Finalmente, para atuar no mercado cada vez mais competitivo, você irá aprender como negociar e lidar com fornecedores e clientes, escolher as plantas certas para seu projeto e as melhores formas de apresentá-lo.


Nosso professor: Maurício Prada


Nascido no Peru, Maurício sempre teve uma ligação intensa com a natureza. Logo que chegou ao Brasil, começou a trabalhar com Luiz Carlos Orsini, um dos principais paisagistas do país. Em 2013, abriu seu escritório próprio, o MPrada Paisagismo.


De lá para cá criou projetos paisagísticos de grande porte, como o Ilha Grand Cayman, Casa Tegra, Casa Cor, entre espaços com mais de 15 mil m² e jardins residenciais. Maurício atende clientes em todo território nacional e internacional, algumas de suas obras estão nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e outros. Como paisagista, tem parceria com grandes escritórios de arquitetura e suas criações atendem projetos residenciais, comerciais e para mostras.