Audiovisual

"Comprei o curso sem pretensões e foi a sementinha do início da minha recolocação"

Diego Martinez foi aluno EBAC em 2020 e migrou da área de design e motion, para ilustração e concept art, usando técnicas de matte painting
Diego Martinez é formado em design editorial, mas sua paixão sempre foi ilustração, matte painting e concept. “Mesmo na faculdade eu já desenhava, mas não profissionalmente, então em 2011 recebi a proposta para trabalhar como ilustrador e continuei por um bom tempo. Em 2018, conheci a técnica de matte painting, mas não fazia nada profissionalmente, apenas algumas brincadeiras ‘tentando’ manipular as imagens, para criar cenários realistas”, conta. 

Em sua trajetória profissional, Diego acabou caindo na animação em um dos trabalhos e se aprofundou em animação. “Estudei bastante animação tradicional e também um pouco de After Effects, o que fez com que eu me distanciasse da ilustração, pendendo mais pro lado da animação e motion design.”
Afinal quem não tem sonho de fazer matte painting para o Star Wars?
Da ilustração ao Matte Painting

Diego contou com um empurrãozinho de um mestre nessa área: "Em 2018, vi uma vaga na Casablanca para Matte Painter, não fazia ideia do q se tratava, mas como admirava muito a produtora, fui pesquisar. Cheguei a me candidatar, mas obviamente que não rolou, porém o diretor de arte deles era incrível, o Vitor Ishimura e foi me dando vários toques sobre perspectiva atmosférica, mood, composição."

Foi em 2020, quando Diego recebeu uma propaganda da EBAC sobre o curso de Matte Painting, decidiu investir nessa nova área. “[Eu estava]trabalhando como motion designer e designer gráfico na ocasião. Comprei o curso sem maiores pretensões e foi a sementinha do início da minha recolocação. Em paralelo comecei a estudar 3D, pois sempre gostei muito de filmes de ficção científica, fantasia, realidades distópicas, etc."
Diego trabalhava na área de marketing em uma empresa de turismo, um setor que sofreu forte queda devido à pandemia de covid-19, e foi desligada junto com 80% dos funcionários da empresa.

Esse desligamento do meu emprego fixo, foi o pontapé que tive para realmente mudar de área, foquei no curso de matte painting que ainda não havia terminado, me aprofundei mais nos estudos de blender, e voltei a estudar os fundamentos de desenho: perspectiva, anatomia, composição, teoria cromática. Melhorei minha ilustração, mergulhei no 3D e matte painting, pois sabia onde queria chegar."