Audiovisual
"Luca": novo filme da Pixar traz efeitos estilizados em animação 3D
A nova animação em 3D do estúdio Pixar "Luca", lançada com exclusividade na plataforma de streaming Disney+, é uma homenagem às tradições dos vilarejos das Cinque Terre, na Riviera Italiana. Dirigido por Enrico Casarosa (do curta-metragem "La Luna") e produzido por Andrea Warren ("Carros 3"), a animação conta a história dos amigos Luca e Alberto, uma dupla de monstros marinhos não muito a fim de continuar vivendo em seu habitat natural.

A sinopse revela uma história de aventura e autodescoberta. Luca é um curioso jovem monstro marinho que vive com sua família no fundo do mar, durante toda sua existência foi alertado por ela sobre os perigosos humanos que vivem na aldeia vizinha em terra firme. Sempre obediente e cauteloso, ele seguia disciplinadamente os conselhos de seus familiares, até que um dia encontra Alberto, outro monstro marinho, que vive na superfície de acordo com seu próprio conjunto de regras e ambições como, por exemplo, conquistar sua própria Vespa. Eles rapidamente formam uma amizade que apresenta Luca a um mundo totalmente novo, auxiliados pela descoberta de que assumem aparência humana fora d’água.
Imagem: Reprodução Disney
A reinvenção da água em “Luca”

Para realizar "Luca", os estúdios da Pixar reinventaram e adaptaram suas técnicas de animação para reproduzir os ambientes aquáticos e a interação dos personagens com o elemento água. Diferentemente dos sucessos "Procurando Nemo" e “Procurando Dory” que retratavam a água do mar de maneira ultrarrealista, "Luca" seguiu uma abordagem estilizada. O visual do novo longa-metragem da Pixar lembra as aquarelas do animador e cineasta japonês Hayao Miyazakio que influenciou a infância e adolescência do diretor Enrico Casarosa.

O supervisor de efeitos de “Luca”, Jon Reisch, entendeu perfeitamente a visão artística do diretor. Toda essa elegância estilizada do filme é o resultado da combinação de simulações científicas com a simplicidade da animação tradicional. O objetivo do longa-metragem é transmitir uma sensação 2D num ambiente 3D. “Tivemos que repensar nossa abordagem e usar nossas ferramentas para acertar essas notas estilizadas”, disse Jon em entrevista ao site oficial da Disney. “Alguns desafios foram mais específicos que outros, como estilizar a água artisticamente a fim de torná-la menos fotorrealista”. Sua equipe então teve que identificar a aparência do oceano. Em seguida, os diretores de arte estudaram a estilização da interação dos personagens na água. Era necessário entender até como os respingos se comportariam seguindo esta abordagem “2D em 3D”.

A equipe criativa então imaginou a água do mar de “Luca” em diferentes cenários. Serena e plácida no porto com reflexos sinuosos inspirados nas xilogravuras japonesas, turbulenta conforme a distância em relação ao vilarejo dos humanos ou com bordas mais nítidas para o movimento das ondas. No passado, a Pixar usou modelos estatísticos para entender como as ondas se comportam, se formam e mudam dependendo da estrutura das costeiras ou de quão longe o vento sopra em águas abertas. Evidentemente, a aplicação desta técnica é uma tarefa árdua.
Qual é o seu clássico favorito da Pixar?
Já contabilizamos o seu voto. Obrigado por participar!
Sobre monstros e iguanas marinhas

As lendas sobre monstros marinhos existem na Itália há muito tempo. Esculturas e ilustrações medievais destas fascinantes criaturas imaginárias estão espalhadas em todo território italiano. Baseando-se nestas representações artísticas presentes em fontes e mosaicos, os artistas do filme se inspiraram para criar a aparência da dupla de amigos e personagens principais da animação, Luca e Alberto, bem como de outros personagens secundários.
Imagem: Reprodução Disney
Na forma humana, Luca é magro, com pele clara, bochechas rosadas, olhos castanhos e possui cabelos escuros ondulados. Ele veste uma camisa branca listrada, shorts azuis e permanece descalço o tempo inteiro. Como monstro marinho, o jovem tem escamas azul-esverdeadas e "cabelo" azul. Seus olhos ainda são castanhos, mas a esclera (a parte branca do olho) é amarela e as pupilas ovais. Ele também tem uma longa cauda com nadadeiras azuladas. Luca é visto usando calças verdes feitas de algas marinhas.

Como a produção não possuía um monstro marinho de verdade para basear o movimento dos personagens, a equipe se inspirou nas iguanas marinhas. Eles repararam que quando nadam, as iguanas recolhem seus membros, é a cauda que faz um movimento da esquerda para a direita, diferentemente de outros animais marinhos que usam suas barbatanas para fazer um movimento para cima e para baixo.
O desafio de dominar as técnicas de animação para produzir um longa-metragem em 3D que fosse fiel à visão criativa de Enrico Casarosa era enorme. O diretor, porém, se revela satisfeito com a estética criada pela sua equipe. E ainda comenta sobre a mensagem de aceitação que sua película traz ao público. Também em entrevista à Disney, ele afirma que “monstros marinhos são uma metáfora, na verdade, para se sentir diferente ou excluído”. “Eu amo a sensação de que todos os nossos personagens de alguma forma parecem diferentes ou incomuns. Luca e Alberto desejam apaixonadamente fazer parte deste outro mundo, mas temem não ser aceitos como são. E, no entanto, eles ainda amam ser monstros marinhos”.


Artista 3D: criatividade, repertório e técnica em ação

Os personagens de “Luca” foram criados por meio de uma miscelânea de referências: a infância do diretor na Riviera Italiana, as ilustrações e aquarelas dos mangás japoneses, as lendas de monstros, os movimentos das iguanas marinha. Toda esta fantástica produção exigiu pleno domínio da animação e técnicas 3D que deram vida aos personagens, objetos e cenários.

Este é o imenso poder do artista 3D. Quer saber mais sobre o nosso curso Profissão: Artista 3D para Séries e Filmes ? Confira o trailer abaixo:

Mergulhe no universo cinematográfico 3D e amplie suas oportunidades de carreira!

O 3D dominou o cinema, das telonas às telas de casa, com filmes, animações, séries e muito mais, tornando o audiovisual um mercado ainda mais promissor, movimentando milhões de dólares por ano com entretenimento. Neste curso, você irá adquirir as habilidades criativas e técnicas essenciais para transformar a sua paixão em uma carreira de sucesso, como artista 3D.


Nosso professor: Daniel Rivers


Atua há mais de 10 anos como artista 3D no mercado de desenvolvimento de games no Brasil. Trabalhou em diversos jogos da Glu Mobile, incluindo Blood and Glory que teve mais de 10 milhões de downloads. Atuou como 3D Prop Artist na 5ª temporada da série Black Mirror (Netflix), no episódio Striking Vipers. Participou de diversas produções de VR, AR, mobile e desktop, além de realizar palestras e workshops em feiras de Games e Tecnologia.


Quer dominar as ferramentas e técnicas para modelagem 3D e aprender, na prática, como utilizar este conhecimento para ingressar no mercado de filmes e séries?