Design
Psicologia das cores: como os tons da sua casa afetam seu humor
Aplicar os tons certos na decoração de interiores pode influenciar seu dia
Você pode não perceber, mas a psicologia das cores no ambiente é parte da sua vida diária, afetando seu humor e níveis de energia. “As cores têm o poder de despertar sensações e influenciar a percepção do ambiente. Elas são estímulos físicos, percebidos pela visão, e decodificados pelo cérebro”, conta Cezar Figueiredo, arquiteto e designer de interiores e fundador da Desembola Decoração.

Mas isso vai muito além de uma simples lista relacionando cada cor a determinado sentimento. Quer aprender como os tons afetam seu humor? A gente te conta!
Memórias sociais 
A escritora Eva Heller escreveu um livro chamado Psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão
“Eva aborda que existem relações profundamente enraizadas em nossa sociedade em relação às cores. É impossível dissociar a ideia de vermelho a alguma conotação de paixão, por exemplo, enquanto também é uma cor dinâmica e estimulante. Então seria muito simplista dizer que uma cor tem uma relação tão certa no nosso psicológico, por que ela depende do contexto em que está sendo aplicada”, diz Cezar.

Memórias pessoais
Além do contexto social, há também o pessoal, que devemos considerar. “O artista e professor da Bauhaus Josef Albers discute a psicologia das cores em seu livro A interação da cor, em que ele reforça que a psicologia das cores não é um conceito isolado, mas uma leitura que envolve também o repertório de quem está sendo impactado por aquela cor”, conta Cezar. 
Para um europeu, por exemplo, um cômodo decorado somente com tons de verde e amarelo podem não remeter a nada mais que o significado dessas cores (que você confere abaixo) mas, para um brasileiro, pode-se ser adicionado a esse significado a memória de uma animada Copa do Mundo, por exemplo, contribuindo para ele se sentir mais energizado, pois é um sentimento que ele viveu na época de Copa.
Imagem da marca Lick, do Reino Unido, de tintas eco-friendly à papéis de parede artesanais
Escolhendo a cor do seu ambiente
Levando tudo isso em consideração, ao decidir a cor para pintar seu cômodo, pergunte-se: “Que clima você deseja criar? Quais cores te remetem a esse humor?”

Sempre pese seu contexto pessoal e social e o que cada tom significa para você, já que esse sentimento pode nem sempre condizer com a percepção universal de cada cor.
Mas,  no geral, podemos associar cada tom a esses significados:

Azul
É calmante e frio. É a cor mais popular porque, para a maioria das pessoas, simboliza o céu e o mar. Devido ao seu poder calmante, o azul funciona bem no quarto.

Amarelo
Representa felicidade, otimismo e inspiração, porque o associamos aos tons do verão. O amarelo pastel pode dar uma sensação de sol a um espaço sem ser excessivo para os olhos.

Roxo
Estimula a imaginação. É a cor associada à realeza, luxo e riqueza quando em tons fortes. Já, em tons mais amenos e com mais azul em sua mistura (como o lilás), cria uma sensação de relaxamento e serenidade.

Vermelho
A cor do entusiasmo e da energia, é a mais psicologicamente estimulante das cores. E, como Cezar falou, é associado à paixão. Quer dar um toque alegre ao seu espaço? Experimente pintá-lo de vermelho-maçã.

Verde
É a cor associada à natureza. Calmo e relaxante, o verde também pode ser descrito como alegre, harmonioso, energizado e cheio de vida. Traga energia para uma sala pintando-a em um tom de verde-limão (com mais amarelo na mistura) ou calma pintando de verde-azulado.

Rosa
É a versão mais delicada da família de cores vermelhas. É associado ao feminino, inocente e romântico. Comparado com o vermelho, o rosa é uma cor mais tranquila que pode funcionar bem no quarto.

Marrom
Representa terra, segurança e contentamento. Simplicidade e conforto (sem perder a elegância) são percepções associadas a ambientes pintados com esse tom.

Laranja
É considerado saudável e frutífero. Simboliza equilíbrio, calor, vibração e entusiasmo. O laranja também estimula o apetite e pode adicionar tempero a uma área de jantar.

Branco
Representa juventude e limpeza e cria uma sensação refrescante. Tons mais quentes de branco ajudam a tornar o ambiente mais aconchegante, enquanto tons mais frios tendem a proporcionar uma sensação mais formal.
Preto
Representa elegância, mistério e poder. Muito preto, entretanto, pode ser deprimente. Considere usá-lo como uma cor de destaque para adicionar drama ao seu quarto.
Cinza
É clássico, elegante e funciona bem com a maioria das cores. O cinza quente combinado com outras cores quentes cria um espaço animado e convidativo.
Luz como elemento complementar
“Como a percepção da cor é alterada pela iluminação, elas devem ser entendidas e pensadas em conjunto”, finaliza Cezar, que explica como usar a iluminação para criar ambientes aqui.

Profissão: design de interiores 

Não é exagero afirmar que em apenas 10 meses você vai se tornar um profissional da área de interiores! Esse curso é ideal para quem quer começar ou migrar de carreira.


Aprenda esta profissão super valorizada, com alguns dos melhores profissionais do mercado, e construa sua carreira numa área que não para de crescer. Este curso de 10 meses oferece uma formação abrangente para sua atuação como um designer profissional. Domine todos os aspectos do Design de Interiores, Iluminação, Paisagismo e adquira noções avançadas dos principais softwares do mercado para criar projetos residenciais e comerciais incríveis.