Carreira

Do designer ao desenvolvedor, conheça as melhores plataformas para publicar portfólio

Um conselho geral para qualquer área é: mostre seu trabalho online. Mas em que site hospedá-lo?
Quer você seja um UX designer, programador, game artist, sound designer, ou basicamente qualquer profissão, ter um portfólio online que mostre seu trabalho vai abrir portas para você conseguir a posição dos seus sonhos.
Por sorte, diversos sites (muitos gratuitos) oferecem a opção de você hospedar essa vitrine dos seus trabalhos online. Abaixo, te contamos mais sobre alguns deles:
Behance
Todo designer já ouviu falar deste! É possível criar um portfólio com trabalhos em texto, imagens, vídeos ou áudios, mas ele é mais usado por designers e ilustradores por conta do layout, que dá ênfase a imagens, mostrando uma espécie de galeria. Ele também é indicado para arquitetos, assim como para designers de interiores.

Ele também permite incluir links de vídeos e áudios do YouTube, Vimeo ou SoundCloud, evitando que você tenha que fazer o upload novamente, se seu trabalho já estiver em um desses sites. 
Por ser um dos mais famosos no Brasil, tem a vantagem de servir como uma rede, já que é possível seguir o portfólio de outras pessoas e buscar por profissionais.
Portfólio não é um diário
Vale dizer que não se deve incluir todos trabalhos que fez até hoje. Afinal, os recrutadores estão interessados em informações realmente relevantes sobre você, sobre o que foi desenvolvido até ali e assim também analisar seu potencial; o que você é capaz de fazer. Ou seja, separar as melhores fotos e os principais projetos para incluí-las no portfólio.

É claro que, se você começou há pouco tempo, certamente terá poucos trabalhos para apresentar. Mas, se não for esse o caso, selecione os projetos dos quais você mais se orgulha.
Carbonmade
É bastante popular por ser fácil de usar. Você cria seu portfólio usando templates já prontos e pode fazer upload de imagens e textos, com um limite (para áudio ou vídeo, precisa assinar a versão paga).
Dá pra separar o projeto em diferentes álbuns e adicionar facilmente seu currículo, falando de experiências anteriores e contatos.
O Carbonmade tem a vantagem de ser otimizado para buscas (tem um bom SEO), elevando as chances do seu portfólio ficar bem posicionado no Google quando buscam por termos relacionados.

Cargo Collective
Ele é considerado uma das plataformas mais completas para subir um portfólio pois permite fazer uma apresentação, com slides, e até armazenar os trabalhos em uma nuvem, não ocupando espaço no site.
Você tem os templates prontos para selecionar o que mais te agrada mas o site também permite que você faça modificações, se você tiver conhecimentos de HTML e CSS.
É usado por designers, arquitetos, jornalistas e acadêmicos, já que, dependendo do template, ele pode dar ênfase para imagens, vídeos, áudios ou textos.
Coroflot
Direcionada para designers, oferece uploads ilimitados, o que significa que você pode subir quantos trabalhos quiser no site. 
Ele funciona como um rede social para profissionais, no tipo do LInkedIn, com algumas marcas (algumas bem grandes, como Nike, Google, Apple e Facebook) até mesmo divulgando vagas de emprego por lá. 
Ela também mostra a você quais são seus trabalhos mais vistos na plataforma e quem visitou sua página, assim você pode ter uma noção de quais dos seus projetos são mais populares.

Wix
O Wix é uma plataforma para criar sites. Ele oferece inúmeras opções de layouts para você escolher (entre opções gratuitas ou pagas) e é bastante fácil de usar -- além de ser todo em português, diferente da maioria das outras opções disponíveis. 
É usado por profissionais de todas as áreas. 
Como o WIx não tinha como proposta inicial fornecer sites de portfólios, subir seus conteúdos pode ser um pouco mais complicado.
Para ter um domínio mais “clean” (terminando em .com e não wixsite.com/website), você precisa pagar uma taxa e contratar um serviço de hospedagem, como faria para hospedar um site de loja ou conteúdo, por exemplo.

Clippings.me
Foi criado para hospedar trabalhos de jornalistas, blogueiros e escritores, por isso, não exige conhecimento de design para operá-lo, tendo a usabilidade bem simples.
Você pode adicionar trabalhos em PDF ou em links diretos para o site em que estão publicados. O site cria uma espécie de galeria para mostrar todos juntos.
Ela também permite embutir vídeos e áudios de outros sites.

Journo Portfolio
É ótimo para pessoas que trabalham com texto mas também para as que trabalham com imagens, já que tem um template mais moderno que o Clippings. 
Permite subir os arquivos ou linkar para o site onde foram publicados com o adicional de oferecer a opção de transformar o link em PDF, assim você não perde o conteúdo caso o site onde ele foi originalmente publicado saia do ar ou mude a URL.
Ele também dá a opção de manter um blog dentro do próprio site, para quem quiser criar conteúdo inédito.
Artstation
ArtStation foi projetado especificamente para as necessidades de artistas de jogos, filmes, mídia e entretenimento.
Enquanto outras plataformas se concentram em uma única imagem para mostrar por vez, o ArtStation permite que você mostre todos os tipos de mídia. 
Permite incluir imagens de alta resolução, vídeos, clipes curtos, 3D (Marmoset e Sketchfab) e panorâmicas 360 °.
Por isso, é adorado por filmmakers, artistas 3D, designers e arquitetos.

E para os programadores?
A dica geral dos profissionais em programação para quem está começando é: desenvolva seu próprio site de portfólio do zero. Que melhor maneira de mostrar que você sabe desenvolver um site com recursos interessantes que criar um próprio para seu portfólio?
Mas alguns sites permitem você disponibilizar códigos criados por você online, para a comunidade ver e até utilizar. É o caso do GitHub. Apesar de não dar para você deixar o código aberto de trabalhos feitos anteriormente (claro, as empresas não gostariam que você deixasse o código desenvolvido para eles em um site para outros usarem), você pode deixar os códigos para projetos pessoais.