Design

Posso me tornar designer mesmo sem saber desenhar?

Claro que sim! Mas desenvolver habilidades de sketching vai torná-lo um profissional mais completo; entenda
Acredite ou não, essa é uma dúvida comum que o Community Manager aqui da EBAC recebe por inbox: “não sei desenhar, posso ser designer?”

A resposta é: sim! Ainda bebês, uma das maneiras de nos expressarmos, pouco depois de balbuciar sons, é rabiscar e desenhar na tentativa de comunicar como vemos o mundo ao nosso redor. Ou seja, todos nós nascemos com essa capacidade, embora muitos acreditem que saber desenhar trata-se de um dom. No TEDx de Graham Shaw, um palestrante e coach e autor do livro “The Art Of Business Communication", assistido por mais de 767 milhões de pessoas, ele questiona a convicção que a maioria dos indivíduos têm de que não sabem desenhar.

“Você sabe ou não sabe. Mas acho que vocês sabem. Porque quando dizem que não sabem, acho que tem mais a ver com acreditar do que com ter talento ou capacidade.” Assim, ele começa a desmontar essa ilusão que os espectadores têm sobre sua falta de habilidade para realizar essa tarefa simples.
E o que isso tem a ver com design?

Você não precisa saber desenhar para ser um designer, mas sem dúvida, aprender algumas técnicas de desenho irá ajudá-lo a se tornar um designer melhor. 

“Design é sobre encontrar soluções, então quanto mais ferramentas você dominar, maior será o seu leque de opções. Portanto, desenhar, pintar, ilustrar ajuda a resolver tarefas e entregar um trabalho com mais camadas de criatividade aplicada”, explica Victor Amirabille, designer gráfico e editor de arte da Condé Nast no Brasil.  

Saber a relação entre os elementos em uma composição, conhecer os princípios de representação de objetos tridimensionais ou da forma humana proporciona mais repertório prático, potencializando a capacidade criativa.
Isso porque aprender a usar os softwares não basta. Você pode decorar todos os atalhos do Photoshop, mas sem ter referências estéticas a peça final não será tão interessante assim. “Dominar os softwares com certeza vai tornar a sua vida mais fácil, mas não vai fazer as suas ideias melhores. O seu principal apoio como designer é o seu senso estético, e isso independe da plataforma ou software que você estiver usando. Eu acho importante consumir diferentes tipos de referências, do erudito ao pop: música, literatura, cinema, vídeo do Tiktok - tudo isso vai te dar repertório”, diz Amirabille. “Uma coisa essencial na profissão é o senso estético – o famigerado bom gosto.”

No curso Sketching para Designers você aprenderá os princípios de representação do corpo humano, objetos tridimensionais, como aplicar luz e sombra, como estabelecer a relação de uma composição de forma harmoniosa, perspectiva, cores texturas e muito mais!  

Domine as técnicas e ferramentas necessárias para esboçar e ilustrar suas ideias. Coloque-as no papel de maneira rápida e criativa, amplie seu repertório para além dos softwares e se diferencie no mercado de arte e design com projetos mais interessantes.


Professores: Renata Pedrosa e Bob Nogueira


Renata Pedrosa


É artista visual e desenvolve trabalhos tridimensionais tais como objetos, instalações e intervenções urbanas, além de desenhos. Pós-doutoranda pelo Instituto de Arquitetura e Urbanismo da USP São Carlos, doutora e mestre em Poéticas Visuais pela ECA-USP, leciona desde 2002. Em 2005, foi orientadora no Laboratório de Artes Visuais: encontros experimentais de estudo, produção e discussão de artes visuais, no Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP, onde também foi Professora Contratada entre 2014 e 2015.


Bob Nogueira


Designer desde 2004, Bob cursou a Escola Carlos de Campos e a Universidade Mackenzie. Trabalhou como designer e diretor de arte em agências de São Paulo nos últimos 17 anos, atendendo grandes clientes em projetos de branding, publicidade, eventos, entre outros. Suas experiências passam por design gráfico e de produtos, mobiliário, editorial, embalagens, audiovisual, promoções e digital. Desde 2018 atua em educação, com projetos em Design Thinking, STEAM, Inovação e cursos de design.