Design

Tudo o que você queria saber sobre UX/UI Design

A digitalização é um processo irreversível e já está presente em nosso cotidiano: das reuniões no Zoom, passando pelos apps de delivery até aos bancos digitais e fintechs. Essa mudança de paradigma trouxe inúmeras oportunidades para quem quer construir sua carreira na área de UX/UI. Embora os conceitos de experiência de usuário e desenvolvimento de interfaces estejam presentes há décadas em inúmeras indústrias, muitas pessoas ainda têm dúvidas. Neste artigo, falamos sobre conceitos e definições para você saber mais sobre esta área. Confira a seguir:
A digitalização é um processo irreversível e já está presente em nosso cotidiano: das reuniões no Zoom, passando pelos apps de delivery até aos bancos digitais e fintechs. Essa mudança de paradigma trouxe inúmeras oportunidades para quem quer construir sua carreira na área de UX/UI. Embora os conceitos de experiência de usuário e desenvolvimento de interfaces estejam presentes há décadas em inúmeras indústrias, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que um profissional deste campo de atuação realmente faz. Neste artigo, explicamos algumas definições e detalhamos como você tem a possibilidade de seguir e atuar nesta área mais que promissora.

De uma vez por todas: o que é UX Design?

UX (user experience em inglês) significa literalmente "experiência do usuário". Em um sentido mais amplo, esse é o conceito de toda a experiência que um usuário obtém ao interagir com um site ou aplicativo.

Muito além de desenvolver uma bela aparência, o UX design é responsável pela funcionalidade, adaptabilidade do produto, pelas emoções e experiências sensoriais que o design provoca nos usuários. Portanto, quanto mais clara é uma interface, mais fácil será para o usuário conseguir o resultado que busca.

Macintosh 128K, lançado em 24 de janeiro de 1984
Um UX designer, o profissional da área, entende como projetar interfaces amigáveis ​​e funcionais para sites, aplicativos e softwares. Este profissional deve desenvolver designs visualmente atraentes, mas também precisa criar novas experiências positivas para os usuários.

O primeiro Macintosh da Apple (sempre ela) é um dos principais exemplos do trabalho dos designers de UX. A ideia de usar “janelas” em vez de linhas de comando já existia antes de 1984, porém foram os designers da Apple que tornaram a interface gráfica amplamente disponível. Alguns designers pensam que a experiência do usuário trata-se apenas sobre como um determinado site ou aplicativo funciona. Na realidade, a experiência do usuário não para por aí. Por exemplo, se um cliente fez um pedido em um site, mas não recebeu um SMS ou e-mail de confirmação ou a mensagem de um consultor, esses são sintomas de uma experiência de usuário ineficiente.

Desenvolver uma UX efetiva depende de vários componentes: arquitetura de um site, design visual, textos não criptografados e capacidade de resposta da interface para ações específicas do usuário. Já tentou clicar num botão que não funcionava? Então!
E o que é UI Design?

UI (user interface) é um termo em inglês cuja tradução significa "interface do usuário". Uma interface não é não necessariamente apenas gráfica: pode ser tátil, vocal ou sonora. Neste artigo, falaremos apenas sobre a interface gráfica.

O UI designer é responsável pela aparência da interface do produto e como o usuário interage com seus elementos. Para tal, é necessário organizar os elementos da interface e manter o mesmo estilo e lógica de sua interação. Complexo? A gente explicar melhor. O UI Design define as seções gráficas de uma interface: animações, ilustrações, botões, menus, imagens e fontes. Sendo assim, ele determina a paleta de cores e a localização dos objetos na interface.

Portanto, o designer de interfaces de usuário é responsável por colocar em ordem, por exemplo, elementos como o menu e identificar se está funcionando corretamente, se realmente um formulário é fácil de preencher, se o texto pode ser lido confortavelmente em um smartphone e qual mensagem um site transmite para uma ação específica.

A principal tarefa de um UI Designer é ajudar o usuário a entender de forma rápida e sem estresse como usar um produto seja este um site, um app, um software, um terminal de pagamento, um forno de microondas ou até mesmo um controle remoto de TV. Para garantir uma maior efetividade de seu projeto, um UX/UI designer deve assegurar-se que a interface atenda alguns requisitos básicos de qualidade. Confira abaixo todos eles:
Requisitos de qualidade em UX/UI Design
Clareza

Não há ambigüidades na interface, e o texto e a estrutura guiam o usuário em direção ao seu objetivo.

Concisão

A interface não está sobrecarregada com dicas, pop-ups e animações. O UX/UI designer deve perguntar a si mesmo: “É necessário isso aqui? Para quê? ". Isso ajudará a concentrar a atenção do usuário num elemento específico.

Reconhecibilidade

Os elementos de design são fáceis de reconhecer, mesmo se um usuário vê-lo num app ou site pela primeira vez. Por isto, o designer deve construir uma interface intuitiva. Exemplo: jamais pintar o botão de envio de laranja se este estiver verde na maioria dos sites.

Capacidade de resposta

Uma boa interface reage instantaneamente às ações do usuário. Ele precisa entender o que está acontecendo na tela no momento em que está interagindo com o produto: se o pagamento foi realizado, se o sistema recebeu um pedido, se a mensagem foi enviada, etc.

Consistência

Mantenha a consistência para todas as seções do site e aplicativo. Os elementos da interface devem se comportar da mesma forma em qualquer página.

Estética

Crie uma interface que seja visualmente atrativa e agradável para que o usuário possa trabalhar. É importante evitar elementos que o incomodem ou o distraiam de realizar suas tarefas.

Eficiência

Além do apelo visual, uma boa interface economiza o tempo do usuário e entrega o objetivo desejado com um mínimo de esforço.

Condescendência

Mesmo com a interface mais inteligente, nenhum usuário está imune a erros. Considere mensagens de cuidado ou aviso caso algo dê errado ou o inesperado surja. Isso ajudará a economizar dinheiro, tempo e fidelidade do cliente no caso de uma interrupção.
Qual é a diferença entre UX e UI?

Em simples palavras, a diferença entre UX e UI é que o designer de UX planeja como o usuário interage com a interface e quais etapas ele precisa realizar para atingir seu objetivo. Por outro lado, o designer de UI pensa em como essas etapas e caminho para este objetivo se relacionam.

É importante que você saiba que UX e UI estão tão intimamente relacionados que às vezes suas diferenças são tênues. Todavia, na prática, um designer de UX trabalha com informações abstratas: diagramas, tabelas, dados e com base neles, este profissional irá planejar a interface de um site, aplicativo ou software. A interface do usuário, por sua vez, é o resultado final do trabalho do designer de UI, é aquilo o que o usuário vê. O designer de UI visualiza a experiência do usuário e anima a interface do produto.
Já pensou em ser um UX/UI Designer?

O profissional UX/UI Designer é o responsável pela experiência do usuário em multiplataformas como websites e aplicações mobile. Pensando nisso, lançamos um curso completo para que você tenha formação nesta promissora área. Neste curso, você terá durante 10 meses aulas práticas, feedback individualizado e muitas dicas para você se destacar nesta carreira.

Você vai aprender a identificar as necessidades do usuário e propor soluções criativas com base em pesquisa e testes de usabilidade. Desenvolva protótipos e wireframes para criar interfaces e fluxos de navegação eficazes, se aprofunde em metodologias ágeis e técnicas de Design Thinking e conclua o curso com um projeto exclusivo para o seu portfólio.


Nossos professores: Flavia Kawazoe Cabral, Rodrigo Lemes e Makson Serpa


Flavia Kawazoe Cabral


Especialista em Estratégia de Marketing pela ESPM e pós-graduada em Arquitetura da Informação e UX, possui certificação em UX e Interaction Design, pela Nilsen Norman Group, e Design Thinking Coach, pela IBM. Flavia possui mais de 10 anos de experiência na multinacional IBM, onde atuou como Global Product Design Lead, e hoje é UX Design Specialist no laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento da Samsung.


Rodrigo Lemes


É formado em Publicidade e Propaganda, com especialização em Gestão do Design e Marketing Digital, busca promover o design e a tecnologia como ferramentas para melhorar a experiência das pessoas. Rodrigo já foi Gerente de Design na Movile, esteve à frente da área de experiência de usuário da Samsung, atuando como Design Lead, e também foi responsável pela área de UX do banco Itaú, com mais de 30 designers sob sua liderança. Atualmente é Superintendente de UX na Boa Vista SCPC.


Makson Serpa


Pós- graduado em UX Design, passou os últimos oito anos atuando no mercado digital com projetos na web, plataformas digitais e aplicativos. Hoje atua como Designer de Produto na Wingocard, uma fintech que está sendo construída do zero em Montréal no Canadá. Makson já trabalhou em grandes empresas como a Movile, onde atuava com a marca PlayKids, e se juntou ao Pipefy, hoje um case de sucesso global, quando a empresa tinha apenas 17 pessoas. Também passou pela Hopper, uma das 50 empresas mais inovadoras do mundo no segmento de viagem.