Programming & Data

Tudo sobre o profissional de Qualidade de Software

É possível entrar nesta profissão, que é uma das mais promissoras em TI, mesmo sem ter conhecimentos profundos de programação
Você já começou a usar um Software e viu que ele não cumpria bem o prometido? Ou tinha diversas falhas no processo? Esse produto provavelmente não teve uma boa análise de Software. Sim, antes de colocar o programa "na rua", é preciso visualizar como suas partes individuais funcionam visando encontrar os pontos fracos e testá-los logo no início.

O Analista de Qualidade monitora cada fase do desenvolvimento de um software para garantir que os resultados esperados sejam cumpridos. Fica sob a responsabilidade do analista de qualidade criar planos de testes, rastrear bugs, desenvolver padrões de qualidade e identificar potenciais problemas para o usuário. É uma profissão da área de tecnologia, portanto é uma atividade bem lógica, certo? Sim, mas também é preciso ter bastante criatividade – isso mesmo! É necessário ter bastante imaginação para refletir em diferentes cenários de teste que possam trazer resultados relevantes. 
E, com o mundo cada vez mais digital, a demanda por profissionais dessa área está aumentando muito, mas ela ainda carece de profissionais qualificados. É por isso que, se você tem interesse por Softwares, essa pode ser uma ótima área para apostar.

A seguir, o professor de Qualidade de Software da EBAC, Ernesto Barbosa, explica tudo sobre a profissão:

Qual deve ser a formação de alguém para trabalhar com Qualidade de Software?
Esse profissional não precisa ter uma formação específica mas deve buscar conhecer o máximo que puder sobre as tecnologias envolvidas no produto, a metodologia de trabalho, a arquitetura do software e as técnicas e estratégias de teste. 
Quanto mais ele conhecer sobre como as aplicações são construídas e como se comunicam, maior sua capacidade de contribuir com a equipe de desenvolvimento para a entrega de produtos seguros e confiáveis.
Por participar ao longo de todo o processo de desenvolvimento, é um profissional que deve atuar sempre de forma preventiva, buscando antecipar a identificação de problemas e evitar retrabalhos.

Quais são as características de personalidade que se destacam nessa profissão?
Esta é uma profissão que exige pensamento crítico e criatividade, além dos conhecimentos técnicos.
O profissional deve ser empático para se colocar como usuário final da aplicação e pensar "fora da caixa", prevendo usos do sistema e fluxos de negócio que podem não ter sido previstos pela equipe.

Na prática, o que esse profissional faz no dia a dia?
O profissional de qualidade atua no início do processo de desenvolvimento apoiando o time na geração de ideias para definição do produto, analisando as regras de negócio e identificando pontos que podem não ter sido previstos.

A partir dos dados técnicos e de negócio, o profissional então estabelece uma estratégia de testes adequada para garantir a qualidade do software, implementando-a ao longo da construção do mesmo. Depois, ele cria planos e cenários de teste, automações e utiliza de outras técnicas e ferramentas para auxiliar a equipe.

Uma estratégia é fazer uma verificação “externa”, ou seja, sem olhar para o código: trabalham com o programa da mesma maneira que o usuário faria, procuram bugs manualmente ou por meio de testes automatizados. Em seguida, eles passam informações sobre os erros encontrados para os desenvolvedores. E assim será com cada módulo até o final do desenvolvimento. É um processo trabalhoso, mas gratificante. 
Qual o salário inicial desse profissional?
Como já esclarecemos em outras ocasiões, a remuneração de qualquer profissional se diferencia de acordo com a localidade, projetos, qualificação, experiência e ambição pessoal. Entretanto, é possível ter algumas estimativas, para exemplificar, na cidade de São Paulo, o salário de iniciante de um profissional de qualidade fica em torno de R$1.800 por mês (consulta no Glassdoor), chegando aos valores médios:
  • Analista júnior: R$ 4.100
  • Analista pleno: R$ 5.598
  • Analista sênior: R$ 7.283
O salário para profissionais mais experientes pode chegar a mais de R$ 10.000 (pela consulta no Glassdoor, chega a 13.000 em algumas vagas).

Quais empresas procuram por esse profissional?
Empresas como Dasa, Samsung, IBM, Accenture, Amazon, Ci&T e Sumup são algumas das que buscam Analistas de Qualidade de Software. No geral, qualquer empresa que desenvolve um Software (seja para web ou mobile) precisa deste profissional.

Ganhe experiência real no desenvolvimento de testes e padrões de qualidade de um software. Torne-se um tester capaz de testar aplicações de ponta a ponta com abordagens e resultados efetivos.


Neste curso, você irá domine os princípios do testing, como pirâmide e shift left. Também entenderá Ciclo de vida do desenvolvimento de Software, bancos de dados e autenticações, escreverá testes de cenário com Gherkin e muito mais.


Nossos especialistas: Fábio Araújo e José Ernesto Barbosa


Com mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação, sendo mais de 12 anos na Área de Qualidade de Hardware e Software, Fábio já passou por empresas como Dotz, pela rede de comunicação Valor Econômico e hoje atua como Chapter Lead de Qualidade na Via Varejo, com foco em melhoria de processos sistêmicos e em capacitar profissionais para a área.


Com 10 anos de experiência no mercado de TI, Ernesto ajudou na construção de softwares com qualidade e segurança em diversas áreas de negócios, como indústrias, bancos, financeiras, varejistas, entre outros. Bacharel em Ciência da Computação e mestre em Computação Aplicada, tem como paixão estimular a evolução técnica em equipes e comunidades de tecnologia.