Programação & Data

Para que Python é usado? Um guia para iniciantes

Popular entre os profissionais de grandes empresas como Google e Netflix, entenda o que é o Python e saiba por que começar a aprender a utilizá-lo é uma boa ideia

Feb 18, 2022

Programação & Data

Para que Python é usado? Um guia para iniciantes

Popular entre os profissionais de grandes empresas como Google e Netflix, entenda o que é o Python e saiba por que começar a aprender a utilizá-lo é uma boa ideia

Feb 18, 2022

Se você tem interesse na área de tecnologia, com certeza já ouviu falar em Python. Não é por menos. Essa linguagem de programação vem se tornando cada vez mais conhecida ao longo dos anos.

De acordo com a TIOBE, responsável por fazer um dos rankings de popularidade das linguagens de programação do mundo, o Python ficou no topo da lista por dois anos consecutivos, em 2020 e 2021.

Utilizado para diversas finalidades como desenvolvimento de sites, análise e visualização de dados, o Python é um daqueles assuntos que está em alta no mercado de tecnologia e que vale a pena ficar por dentro.

A origem do Python

Lançado em 1991, o Python foi criado pelo matemático e programador holandês Guido van Rossum, que, na época, trabalhava no Centrum Wiskunde & Informatica (CWI), em Amsterdã.

Curiosamente, o Python recebeu esse nome em homenagem ao seriado de humor britânico Monty Python’s Flying Circus. De acordo com van Rossum, ele estava procurando um nome curto e misterioso, e “Python” encaixava nos requisitos.

O que é Python

O Python é uma linguagem de programação. De forma geral, as linguagens de programação são responsáveis por fazer a comunicação entre computadores e seres humanos. Elas permitem que programas sejam criados para fazer o controle físico e lógico de uma máquina, a partir de uma série de instruções, símbolos, palavras-chave, etc.

Muitas linguagens de programação já foram criadas e Python é uma delas. Ele é considerado atrativo para quem quer começar a programar.

Um dos motivos é a sua simplicidade. Códigos escritos em Python são de 3 a 5 vezes menores do que os na linguagem Java, por exemplo. Ele exige menos código para concluir tarefas. Apesar de simples, o Python está presente em projetos robustos de empresas mundo afora.

Ele também é versátil, já que pode ser usado para diversas soluções digitais como Inteligência Artificial e desenvolvimento web, que veremos a seguir. Por essas e outras características, o Python vem se tornando um dos queridinhos dos profissionais de tecnologia.

Para que é usado

O Python pode ser utilizado em diferentes áreas. Em conversa com o tutor dos cursos Profissão: Cientista de Dados, Profissão: Analista de Dados e SQL para Análise de Dados da EBAC e cientista de dados do Grupo Boticário, Lucas Pedrino, elencamos algumas:

  • Artificial Intelligence e Machine Learning

Entre as linguagens favoritas dos cientistas de dados, o Python é muito usado em projetos em duas áreas que estão crescendo: artificial intelligence e machine learning.

A primeira, Inteligência Artificial (IA) em português, pode-se definir como sendo um conjunto de tecnologias que simulam capacidades humanas ligadas à inteligência como o raciocínio e a tomada de decisão.

Já a segunda, que em português significa aprendizado de máquina, é uma subárea da IA que permite que máquinas analisem dados, identifiquem padrões e automatizem respostas.

Um exemplo do que pode ser feito com Python nesta área são os chatbots. Esta ferramenta é usada para conversar com pessoas. Eles reconhecem as informações fornecidas pelo usuário e reproduzem o comportamento humano, facilitando o autoatendimento de uma empresa.

  • Análise e visualização de dados

De forma simples: digamos que você queira entender o porquê um produto de uma loja faz mais sucesso entre homens do que entre mulheres. Para isso, você pode construir gráficos, baseados nos dados da empresa, para comparar as vendas do produto entre esse público em diferentes períodos.

A partir disso, você faz interpretações, cria hipóteses, entende mais sobre o público que compra o produto e chega na resposta da pergunta.

Em resumo, nessa área, você consegue extrair as informações de um banco de dados, por exemplo, e utilizar o Python para visualizar e analisar esses dados, o que gera insights para o negócio.

  • Desenvolvimento web

No desenvolvimento de sites, o Python pode ser usado para construir a parte que fica invisível para quem visita um site, mas que é responsável por dar estrutura e suporte para as ações dos visitantes (tecnicamente falando: o back-end).

Isto significa que o Python pode estar envolvido no processamento de dados, comunicação com o banco de dados, no envio de dados para servidores, etc.

  • Finanças

Automatização da coleta de dados, processamento e análise de conjuntos de dados financeiros são alguns dos setores da área de finanças que a linguagem é aplicada.

Exemplo: você consegue fazer uma análise da bolsa de valores usando Python. Se você quiser saber quais foram os melhores ou piores dias da iBovespa, por exemplo, ao acessar o histórico de dados, você consegue fazer gráficos dessas informações, por mais complexas que sejam, de forma rápida.

  • Search Engine Optimization (SEO)

O SEO, que em português significa Otimização para Mecanismos de Busca, é um conjunto de técnicas que tem o intuito de posicionar sites, blogs e páginas da web na primeira página do Google.

Com o Python é possível fazer a categorização de keywords (palavras-chave, em português), além de analisar o desempenho delas. Esse processo auxilia na estratégia para melhorar o posicionamento de páginas nos mecanismos de busca.

Outro setor do SEO que o Python pode ser usado é na otimização de imagens. Os profissionais conseguem reduzir o tamanho das imagens sem perder a qualidade. O resultado desse processo é o aumento na velocidade de carregamento do site, o que melhora a experiência do usuário ao visitar a página.

Por que é tão popular

Há algumas razões que justificam a popularidade do Python. Entre elas:

  • A linguagem é simples

A simplicidade do Python é uma das características que mais chama atenção dos profissionais e empresas que o utilizam.

O Python tem fácil leitura, compreensão e é intuitivo. “Sabendo inglês, é fácil para você interpretar o programa”, afirma Pedrino.

  • A linguagem é objetiva

O Python possui o código enxuto, ou seja, os profissionais podem escrever instruções com menos linhas de código. E essa é uma grande vantagem, já que, assim, os programadores conseguem desenvolver os programas com mais rapidez.

  • O Python é multiplataforma

O Python tem versões para vários sistemas operacionais como macOS, Windows e Linux.

Você também pode trabalhar com a linguagem de programação diretamente do browser. O Google Colaboratory permite que qualquer pessoa escreva e execute o código sem ter que baixá-lo para o computador.

  • Código aberto e custa R$ 0

Todos podem acessar o código fonte do Python. Basta fazer o download no site, e o que é melhor: de forma gratuita.

  • Bibliotecas disponíveis

As bibliotecas Python podem ser comparadas às bibliotecas comuns: ambas são fontes de informação. As de Python foram criadas para facilitar o uso de código de programação pré-existentes. No lugar de livros, encontram-se módulos.

Com os módulos “em mãos”, os profissionais podem acessar os comandos mais utilizados e eficientes. Este processo faz com que eles não precisem escrever o código do zero, evitem retrabalho e economizem tempo.

Existem muitas bibliotecas com diversas funcionalidades: simplificar o processo de desenvolvimento de sites, construção de modelos de machine learning, processamento de imagens, visualização de dados, entre outras.

Segundo Pedrino, uma biblioteca que é muito usada pelos profissionais de análise de dados é o Pandas. Já para o desenvolvimento de sites, o Django é bem conhecido.

  • Comunidade engajada

A comunidade Python é bastante integrada, o que é um ponto positivo para quem precisa de algum tipo de ajuda em relação à linguagem de programação.

“A comunidade é bem forte. Sempre quando alguém precisa aprender essa linguagem, vão ter alguns fóruns que vão ajudá-lo a tirar dúvidas”, confirma Pedrino. É fácil ter acesso tanto aos fóruns oficiais quanto aos fóruns adicionais e em outros idiomas.

Por que aprender Python

Se você já entendeu o que é Python, mas ainda não sabe se deve investir nessa linguagem, aqui vão alguns motivos:

  • Oportunidades no mercado de trabalho

Além de ganhar popularidade entre os profissionais, o mercado de trabalho está aquecido, sendo reflexo dessa ascensão.

Segundo a EXAME, o desenvolvedor Python, em 2020, estava entre os 15 cargos em alta na área de tecnologia. Além disso, existem mais de duas mil vagas abertas para desenvolvedor Python atualmente no LinkedIn Brasil.

  • Boa remuneração

Ainda de acordo com a EXAME, o salário desses profissionais pode variar entre R$7 mil e R$14 mil.

  • Grandes empresas utilizam Python

Se você tem vontade de trabalhar em empresas como Google, Spotify, Facebook, Instagram e Netflix, aprender Python pode ser um diferencial. Essas empresas contam com profissionais que usam diariamente a linguagem de programação.

No Google, eles utilizam no processamento de dados para tornar a pesquisa mais rápida; No Facebook, para gerenciamento da infraestrutura; No Instagram, para melhorar a IA e a experiência do usuário; e no Spotify e na Netflix, para análise de dados.

A utilização de Python por parte dessas empresas não é por acaso. A linguagem trouxe para o mercado rapidez, facilidade, correção simplificada de erros, entre outros benefícios.

Os primeiros passos para aprender Python

Começar pelo básico é o melhor jeito para quem quer aprender. Procurar saber quais os tipos de variáveis existem, os tipos de dados, o que é um float, o que é um operador booleano, entender o que é lista, saber o que é dicionário, por exemplo, para que, a partir do básico, possa se aprofundar e se especializar.

Quanto tempo leva para aprender o básico da linguagem

Tempo é relativo, mas, para Pedrino, se a pessoa se dedicar diariamente aos estudos, é provável que em um mês ela já esteja sabendo o básico da linguagem. A partir daí, é possível começar a desenvolver os seus próprios projetos.

É fácil encontrar canais que dão sugestões de exercícios para quem é iniciante. Assim, além de aprimorar o conhecimento, a pessoa já pode montar o seu portfólio e, quem sabe, começar a ver vagas do nível júnior.

É hora de investir em Python

O Python está em alta. Usada por diversos profissionais, entre eles desenvolvedores e analistas de dados, que trabalham em grandes empresas como Instagram e Spotify, pode-se dizer que investir em Python, hoje, é promissor para o crescimento profissional.

Se você ficou interessado em aprender ou se aprofundar na linguagem, aproveite para conferir os cursos de Desenvolvedor Back-end Python e Python para Análise de Dados da EBAC e, a partir daí, continuar a construir uma carreira de sucesso!