Programação & Dados

A jornada para aprender Python

Por que aprender Python? Por onde começar? Quanto tempo leva para aprender a programar? Essas são algumas das respostas que você irá encontrar aqui

06 de maio, 2022

Python é uma linguagem de programação de alto nível, com ampla possibilidade de aplicação, como desenvolvimento de aplicativos, sites, análise, visualização e ciência de dados. É considerada uma linguagem simples por especialistas e profissionais da área. Por isso, é mais atrativa para quem quer aprender linguagens e começar a programar.

Com a ajuda de Daniel Santos, professor da EBAC do curso Full Stack Python, e Lucas Pedrino, tutor do curso de Profissão: Analista de Dados, você irá descobrir como estruturar o seu aprendizado nessa linguagem de programação.

Vale a pena aprender Python em 2022?

A resposta é sim. Python é utilizada por grandes empresas, como Google e Facebook. De acordo com um estudo da Statista, 48,24% dos desenvolvedores em todo o mundo usam Python. E o motivo está em sua estrutura mais simplificada. Se comparada a Java, por exemplo, os códigos escritos em Python são de 3 a 5 vezes menores. A linguagem é mais rápida no sentido de que os profissionais podem escrever instruções com menos linhas de código e desenvolver programas com mais agilidade e reduzir o custo de manutenção da programação. Ou seja, menos código para concluir tarefas.

Como começar

Para iniciar o aprendizado é preciso fazer o download gratuitamente do programa no site. A versão mais recente, 3.10, possui recursos mais atualizados e algumas correções de bugs, que são erros ou falhas. Se você usa o Mac OS X, a boa notícia é que provavelmente o Python já está instalado. Mas, se você usa Windows, o Python não vem instalado de fábrica.

O passo seguinte é selecionar um editor de texto especializado em escrever os códigos. Existem editores gratuitos como o Notepad ++ e Pspad (Windows), o Dreampie (Linux) e o TextWrangler (Mac).

Notepad++

Estes editores serão usados no ambiente de desenvolvimento integrado (IDE). Daniel Santos explica que IDE é um software que reúne as ferramentas básicas necessárias para escrever e testar software. O IDE auxilia na criação de códigos com funcionalidades como indicadores visuais e recursos de preenchimento automático. Ao buscar por bugs, um IDE aponta visualmente a posição do bug no código. Jupyter, VS Code e Atom são alguns IDEs.

Jupyter

Tenha em mente também que o conhecimento mínimo em inglês é importante, pois é o idioma básico na programação. Aprender Python tendo o conhecimento em um idioma estrangeiro é mais fácil do que ser um mestre em matemática. Isso é o que aponta um recente estudo da University of Washington.

O tempo necessário para aprender Python

Em geral, leva cerca de dois a seis meses para aprender os fundamentos básicos, considerando que este seja o seu primeiro contato com a linguagem de programação. Nesse período de tempo, você consegue aprender o suficiente para escrever seu primeiro programa curto em questão de minutos.

No entanto, quando pensamos em aprendizado, existem níveis de habilidade. Para Python, podemos pensar em três: básico, intermediário e avançado. Se você quiser aprender Python para automatizar uma tarefa específica no trabalho, por exemplo, provavelmente conseguirá isso mais rapidamente do que se quisesse aprendê-lo para conseguir um emprego como analista de dados.

Aprender tudo sobre o ecossistema de Python é difícil, pois a linguagem evolui constantemente. Ser capaz de resolver um problema usando Python pode ser rápido, mas ser um mestre nesta (ou em qualquer outra linguagem de programação) significa aprender e crescer continuamente ao longo da carreira. Mesmo programadores experientes muitas vezes não se consideram especialistas.

Fatores que influenciam sua jornada de aprendizado

Motivação pessoal, tempo diário disponível para os estudos e ter objetivos claros são alguns dos fatores que irão influenciar no tempo que você levará para começar a desenvolver os seus projetos em Python.

  1. Background: você tem alguma experiência anterior com programação? Já programou em outro idioma? Se você manda bem em lógica, matemática e aprendizado de idiomas, poderá progredir mais rapidamente.
  2. Objetivo e motivação: para que você quer usar o Python? Com que urgência quer aprendê-lo? Se você tiver um objetivo claro (uma promoção ou uma mudança de carreira), será mais simples manter o foco e a motivação.
  3. Nível de habilidade: suponha que você esteja planejando obter uma posição em tempo integral como desenvolvedor Python. Você provavelmente terá que se aprofundar em mais aspectos da linguagem de programação do que faria se estivesse planejando concluir um projeto pessoal como hobby.
  4. Disponibilidade: quanto tempo você pode investir no estudo? Ter um emprego em tempo integral, por exemplo, significa planejar melhor as horas dedicadas para a aprendizagem de Python.
  5. Recursos de aprendizagem: você tem acesso a recursos de aprendizagem, como equipamentos, cursos e fóruns de discussão sobre Python (que existem em diversos idiomas)? Com eles, aprender fica bem mais fácil.

Dicas para aprender Python

Aprender uma habilidade como programar com Python pode parecer intimidante. Mas esse processo pode ser mais fácil do que você pensa com planejamento e foco.

  1. Programe todo dia: como qualquer outra linguagem de programação, a repetição é a chave para aprendê-la. Dedique tempo todos os dias para praticar a codificação, mesmo que sejam apenas 15 minutos. Muitos cursos de Python online, incluindo Python for Everybody, são divididos em pequenas palestras em vídeo, questionários e exercícios práticos de codificação. Esse tipo de estrutura pode tornar mais fácil encontrar tempo para a aprendizagem e a aprender com mais eficiência. Aprender em pequenos pedaços, uma técnica conhecida como microlearning, melhora a retenção e o engajamento.
  2. Concentre-se mais na lógica do que na sintaxe: compreender o como e o porquê de suas linhas de código em Python é mais importante do que memorizar a sintaxe (o estudo das regras que regem a construção de frases nas línguas naturais). Além disso, você sempre pode pesquisar como estruturar seu código no Google ou no Stack Overflow (uma comunidade online para programadores). Mas você precisará entender a lógica do que está tentando realizar. Como você está trabalhando com problemas de codificação Python, você pode achar útil escrever à mão um esboço do que seu código precisa fazer sem se preocupar com a sintaxe. Isso é chamado de pseudocódigo, técnica que até mesmo programadores experientes em Python usam para planejar seus programas.
  3. Deixe seu objetivo guiar seu aprendizado: se você está desenvolvendo as habilidades para uma nova carreira como analista de dados, por exemplo, provavelmente quer aprender habilidades de extração ou visualização de dados. Se o objetivo é se tornar um desenvolvedor, deve se concentrar em habilidades como version control e multi-process architecture. Os tipos de bibliotecas, estruturas e ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) com os quais você aprende a trabalhar também variam de acordo com seus objetivos de carreira.
  4. Junte-se a uma comunidade Python: em vez de aprender a codificar como uma atividade solitária, cerque-se (virtualmente, pelo menos) de outras pessoas que estão aprendendo Python. Isso pode aumentar sua motivação enquanto oferece um lugar para trocar dicas e truques com outros programadores. O Quora e o Reddit têm comunidades Python ativas. Você também pode se juntar ao PySlackers para conhecer outros no canal Python Discord.

Invista na sua carreira com Python

Essa é a jornada para a aprendizagem do Python. Depois de construir seus conhecimentos básicos nessa linguagem, ficará mais fácil desenvolver habilidades de programação e mergulhar ainda mais nesse universo.

Ficou interessado em aprender ou se aprofundar na linguagem? Confira os cursos de Desenvolvedor Back-end Python e Python para Análise de Dados da EBAC e construa uma carreira de sucesso!