Design & Marketing

Transição de carreira: a influencer Nanaths fala sobre sua mudança de profissão

Nathaly Araújo se tornou ilustradora, empresária e criadora de conteúdo em busca de trabalhar com o que ama
Há quatro anos, a ilustradora, criadora de conteúdo e empresária Nathalye Araújo – a @Nanaths – tomou a decisão mais importante de sua vida até então: deixar um emprego estável e apostar tudo na carreira de criadora de conteúdo e ilustradora.

Aqui, ela conta como foi seu processo de amadurecimento da ideia até se jogar no sonho, deixando claro que foi um plano traçado com cuidado, estratégia e ainda assim com uma pitada de medo. Em um de seus vídeos no perfil do Instagram, a Nanaths fala que trabalhar com o que a gente ama, não é alegria: “Os dias ainda são difíceis do mesmo jeito, mas pelo menos é mais divertido! Confie em você, no que você ama fazer que vai dar certo!”
A nova coleção de planners e blocos de anotação com suas ilustrações
Quantos anos vc tinha quando decidiu mudar de área de atuação?
Eu tinha 26 anos. Já queria há muito tempo, mas criei coragem só aos 26.

Pode contar sobre esse processo? Houve alguma situação que te despertou essa vontade?
Foram algumas situações, na verdade. Eu sempre fui muito ativa criativamente, mesmo quando ainda não estava no mercado de trabalho. Gostava de desenhar, escrever, criar histórias, fazer minhas próprias roupas, tirar foto, gravar vídeos e editar. Mas eu não tinha essa mesma energia no trabalho e não entendia o motivo. Com o tempo, percebi que eu funcionava melhor fazendo várias coisas diferentes ao invés de ter uma única função, e me dava melhor trabalhando por conta própria, e comecei a focar mais nos meus projetos pessoais e artísticos no meu tempo livre. Fiz alguns cursos de desenho e escrita, onde conheci vários profissionais que trabalhavam com o que eu amava, e vi que era possível. A vontade sempre existiu, eu só precisava tornar essa ideia mais real na minha cabeça!
Se tornar influencer é parte do plano de mudança de carreira? Quando você apostou de vez em fazer das redes sociais sua profissão também?
Sim, me tornar influencer foi um meio para conseguir trabalhar com os meus desenhos, textos, fotos e vídeo, coisas que amo fazer! :) 
Nas empresas e agências onde eu trabalhei, eu era da área de marketing digital, então estudava muito sobre redes sociais e sabia do potencial que elas tinham pra divulgação das minhas artes. Eu queria ter um público que gostasse das minhas produções pra que eu pudesse transformá-las no meu trabalho oficial. Com as redes sociais, isso foi possível. 
Quando vc decidiu que ia mesmo mudar, quais foram os primeiros passos práticos?
Fiz vários cursos de desenho e escrita, fiz contas pra saber quanto eu precisaria ganhar de dinheiro por mês pra me manter morando em São Paulo, e tive que abrir mão de algumas coisas. Por um tempo, eu tive que sair menos com os amigos, assistir menos séries, pra trabalhar até no meu tempo livre. Foi como ter duas profissões por um período, bem cansativo, mas valeu à pena. Eu coloquei um limite de data pra ficar naquela loucura de tantos trabalhos, e no fim consegui me demitir antes do prazo que eu tinha colocado.
A EBAC tem um curso diferente para cada paixão!

Programas com conteúdo desenvolvido no formato de videoaulas, ideais para quem deseja se destacar no mercado de trabalho e quer aprender novas habilidades para evoluir profissionalmente.


Aprenda conosco a dominar ferramentas e conceito que ajudam a transformam a realidade e abrem portas para uma nova profissão.