Carreira

Ensino superior x cursos online: quais aspectos considerar na hora de escolher o melhor para o seu momento

Ambos os formatos têm características e vantagens que vão se ajustar melhor ao seu objetivo profissional

14 de abril, 2022

Carreira

Ensino superior x cursos online: quais aspectos considerar na hora de escolher o melhor para o seu momento

Ambos os formatos têm características e vantagens que vão se ajustar melhor ao seu objetivo profissional

14 de abril, 2022

Um levantamento realizado pelo Google aponta que a procura por cursos de especialização online teve um crescimento de 130% no pico da quarentena.

E essa tendência deve continuar mesmo após a pandemia, já que, hoje, o caminho para a profissionalização não segue apenas uma fórmula: o mesmo cargo pode contar com pessoas com um histórico de graduação superior na área ou com pessoas que se especializaram através de cursos online.

O ideal é saber qual é o melhor para você e sua rotina. Por isso, conversamos com Alan Dantas, Chefe de Educação na EBAC, e outros especialistas, e identificamos 5 pontos para levar em consideração na hora de escolher seu caminho.

A aceitação no mercado

O ensino superior tem uma longa tradição. Por isso, costuma ser mais aceito em indústrias mais tradicionais – além de ser mandatório em profissões regulamentadas como medicina e engenharias.

Por outro lado, as indústrias como as de tecnologia, agências de comunicação e startups, de diversos segmentos, são mais flexíveis nesse sentido. Por vezes, até preferem profissionais que estão em constante profissionalização, com cursos atuais em seu currículo.

Roberta Fernandes de Souza, Tech Recruiter Specialist/Team Lead, de São Paulo, explica que o diploma universitário ainda é muito importante em alguns segmentos de TI, mas existem empresas mudando, considerando mais a experiência prévia. Muitas selecionam candidatos que ainda estão finalizando a graduação para vagas de pleno e até sênior, principalmente se já têm bagagem. “Existem profissionais tão aptos quanto alguém com formação superior; há muitos com uma trajetória profissional, com certificações específicas que os habilitam em determinados segmentos. Às vezes algo aconteceu na vida daquela pessoa e foi preciso trancar a faculdade, por exemplo. Existem outras maneiras de ter uma formação que não seja só a graduação”.

Portfólio de Clara DoPrado, Designer de Embalagens

Construir o portfólio

Esse aspecto favorece quem está começando em uma nova carreira ou migrando de área de atuação, em que não tem experiência ainda nesse novo campo.

O portfólio é um compilado de materiais e trabalhos desenvolvidos relacionados ao campo de atuação. O portfólio pode ser a primeira impressão que a empresa ou cliente em potencial tem de você, e isso faz toda a diferença para conseguir boas oportunidades profissionais.

Diferente dos cursos de ensino superior, os cursos de especialização estão focados em fazer com que o aluno entre no mercado de forma rápida. Por isso, os professores não apenas ensinam o currículo como ajudam até mesmo o aluno a preparar seu portfólio e se preparar para entrevistas.

Vale ressaltar que não são todas as escolas online que oferecem essa noção de portfólio profissional como um atalho para uma nova profissão e carreira. Portanto, esse ponto deve ser observado na hora de escolher a instituição e o curso pretendido.

Já nas universidades, apesar de contar com exercícios práticos para a didática de ensino, nem sempre são atividades compatíveis com as demandas do mercado atualmente. E isso acontece pois a dinâmica do mercado em diversas áreas, como as de tecnologia e social media, por exemplo, está em transformações incessantes. E, assim, não são considerados trabalhos para um portfólio profissional.

Velocidade e preços

Por serem cursos com menos cargas horárias, os cursos online são mais baratos que uma graduação superior e possuem uma conclusão de até 2 anos. Os cursos online possuem uma outra dinâmica de ensino, em que o aluno é protagonista do seu aprendizado, gerenciando seu tempo, ressalta Laura.

No ensino superior, seja presencial ou EAD (online), existe um calendário a ser cumprido no ano letivo. Ou seja, independentemente das habilidades e gestão de tempo do aluno, não é possível “acelerar” a formação.

Os professores

O ensino superior conta com algumas exigências que fazem com que a maioria dos professores sejam acadêmicos, com pesquisas publicadas sobre a indústria e no campo científico. Alan explica que isso naturalmente ajuda o aluno que quer desenvolver uma carreira acadêmica. O mundo acadêmico é muito diferente do profissional. As universidades precisam seguir um currículo básico que é definido pelo Ministério da Educação. De modo geral, o curso universitário é bem generalista e introdutório em se tratando de mercado, por que não mostra a realidade.

Em programação, por exemplo, o que é aprendido é definido pela legislação, e o que se aprende de fato em cursos profissionalizantes é mais voltado para a realidade da indústria, para a demanda da região. Em escolas como a EBAC, o ensino oferece um “atalho” graças aos professores que já vivem o dia a dia das exigências das empresas e sabem o que está acontecendo na prática atual.

É impossível que o professor dedicado à academia esteja completamente inteirado sobre o que acontece no mercado de trabalho, de suas demandas e atualizações. Portanto, não consegue dar suporte para que o aluno avance para uma colocação profissional imediata.

As conexões – o famoso networking

Os seus colegas em um curso de ensino superior estão, em sua grande maioria, começando a vida profissional. Nos cursos online de especialização, você encontra pessoas da mesma área, em diferentes níveis profissionais, procurando se aprofundar. Isso pode render diferentes conexões de trabalho em diversas empresas da área de seu interesse.

O seu momento e objetivos

Os cursos online atendem quem quer ingressar mais rápido no mercado de trabalho, oferecendo conteúdos técnicos alinhados às exigências e demandas das empresas. Os professores inseridos no mercado de trabalho mostram seus cases profissionais e podem acabar ajudando no networking com a indústria.

O ensino superior é um investimento mais longo. São necessários de quatro a cinco anos para concluir um curso de bacharelado, que ofereça um caminho para o mundo acadêmico e ao mercado. E muitas vezes os cursos são generalistas, pois seguem um currículo orientado pela legislação e poucas interações com o que o mercado de trabalho pede naquele momento. Ou seja, é preciso identificar em qual momento pessoal você está e quais seus objetivos a médio e longo prazo na carreira profissional para fazer a escolha que mais atenda suas expectativas.