Design

O que é UX research e qual sua aplicação na prática?
Para descobrir as necessidades e comportamento dos usuários é preciso dominar as técnicas de pesquisa em UX; conheça algumas
A Interaction Design Foundation define UX Research (pesquisa) como “a investigação sistemática de usuários e seus requisitos, a fim de adicionar contexto e insights sobre o processo de projetar a experiência do usuário. A pesquisa da UX emprega uma variedade de técnicas, ferramentas e metodologias para determinar fatos e descobrir problemas, revelando informações que podem ser inseridas no processo de design”. Complicado, não é? Vamos simplificar: é compreender o que os usuários precisam, por meio de algumas metodologias de investigação.


Créditos: Reprodução/ Nielsen Norman Group - Christian Rohrer
E porque esta é uma etapa crítica do processo de UX design? 
Ao fazer pesquisas de experiência do usuário, você estará apto a entregar melhores soluções aos usuários, pois, com os resultados desses levantamentos, poderá descobrir exatamente o que eles precisam. Para fazer uma boa UX research, é preciso adotar uma abordagem estruturada para coletar dados. É vital usar métodos que:
- Sejam adequados para o propósito de sua pesquisa 
- Forneçam informações mais claras
Em seguida, você pode interpretar suas descobertas para construir insights valiosos em seu design. 

Pode-se aplicar a pesquisa UX em qualquer estágio do processo de design, entretanto os researchers geralmente começam com as pesquisas qualitativas, para determinar as motivações e necessidades dos usuários. Mais tarde, usam medidas quantitativas para testar seus resultados. 

Podemos dividir subconjuntos: pesquisa qualitativa e quantitativa.

Qualitativa
Aqui, usam-se métodos como entrevistas e estudos de campo etnográficos para obter uma compreensão aprofundada de por que os usuários fazem o que fazem, como, porque perderam um Call to Action (CTA), por que se sentem de determinada maneira em relação a um site.

Por exemplo, um pequeno número de usuários é entrevistado, com perguntas abertas para obter insights pessoais sobre seus hábitos de vida e exercício para descobrir o grau de estresse deles. O teste de usabilidade faz parte desse conjunto de métodos. As pesquisas qualitativas devem ser conduzidas com cuidado, pois envolve a coleta de dados não numéricos (por exemplo, opiniões, motivações), há o risco de que suas opiniões pessoais influenciarem as descobertas.

Quantitativa 
São usados métodos mais estruturados, tal como pesquisas e análises para reunir dados mensuráveis ​​sobre o que os usuários fazem e, assim, testar suposições que foram feitas pela pesquisa qualitativa. 
Ainda no exemplo sobre hábitos de exercícios, um questionário sobre a frequência que praticam alguma atividade física: “Quantas horas você treina por semana?”

Com esses dados, é possível descobrir padrões entre um grande grupo de usuários. Com uma amostra grande o suficiente, é possível obter uma maneira estatisticamente mais confiável de avaliar a população de usuários-alvo. 
Com uma pesquisa cuidadosa, é possível coletar dados objetivos que não dependam da presença ou personalidade – embora os dados quantitativos por si só não possam revelar percepções humanas mais profundas.

Além disso, podemos dividir a UX research em duas abordagens:
  • Atitudinal: você ouve o que os usuários dizem, em entrevistas, por exemplo.
  • Comportamental: você vê o que os usuários fazem por meio de estudos observacionais.
Quando você usa uma combinação de pesquisa quantitativa e qualitativa, bem como uma combinação de abordagens atitudinais e comportamentais, obtém uma visão mais clara de um problema de design.
Há outros métodos que podem ser aplicados ao longo do desenvolvimento do projeto e a escolha dentre eles pode ter alguns entraves como orçamento, deadline, o contexto dos usuários, etc. Então para cada método de pesquisa, é necessário considerar os prós e os contras das diferentes técnicas.

Conclusão, UX Research é a preparação da pesquisa, o levantamento e escolha das técnicas ideais, planejamento, execução, análise e finalmente os resultados que mais tarde serão implementados no projeto. Em resumo, esse papel é essencial na equipe de design para validar hipóteses e suposições sobre os usuários em campo, reduzir os custos e se manter à frente dos concorrentes.

Nosso professor: Rafaela de Souza


UX Research Specialist na SumUp, Rafaela é designer há 10 anos e há 6 trabalha com UX Research. Atuou em e-commerces, bancos, dispositivos IOT (Internet das Coisas) e em consultoria para clientes, como Banco Original e Whirlpool.