Carreira

O que um curso on-line pode fazer por sua carreira?

O aprimoramento de habilidades, conhecido por upskilling, oferece benefícios para quem almeja crescer profissionalmente

25 de fevereiro, 2022

Carreira

O que um curso on-line pode fazer por sua carreira?

O aprimoramento de habilidades, conhecido por upskilling, oferece benefícios para quem almeja crescer profissionalmente

25 de fevereiro, 2022

A necessidade de atualizar e conhecer novas tendências e habilidades tem relação com as mudanças profundas pelas quais o mercado está passando. O avanço da tecnologia é a mais impactante e foi acelerado com a pandemia. O levantamento “Em 2021, as habilidades pedem ajuda da Degreed, plataforma de upskilling de habilidades, avaliou os efeitos desse novo cenário na força de trabalho e como ela vem se adaptando. No Brasil, mais de 70% dos entrevistados afirmaram que a pandemia do coronavírus acelerou a necessidade de adquirir novas habilidades. E as que aparecem no ranking de preferência estão nas áreas de programação e TI e ainda nas relacionadas às habilidades comportamentais (as soft skills), como liderança.

Esse desenvolvimento constante das habilidades, especialmente para uma mesma área de atuação, tem nome: upskilling. Uma ferramenta que deixou de ser tendência e virou realidade para quem busca manter a sua empregabilidade em alta.

O significado de upskilling

Destrinchando o termo em inglês: up (para cima) e skill (habilidade), ou seja, expandir as habilidades. Do ponto de vista do profissional, é a sua busca por atualização e novas informações técnicas e habilidades dentro de sua área de atuação. É um jornalista que busca aumentar suas possibilidades de carreira em um curso de copywriting ou o que a Gláucia e o Rômulo estão fazendo, por exemplo.

Gláucia Brum é escritora em busca de conhecimentos para se tornar roteirista. Para isso, se inscreveu e está cursando o programa de roteiro para cinema, TV e games da EBAC Online.

Rômulo Leão, também aluno EBAC, está no curso de profissão analista de dados. Ele é um profissional administrativo em uma startup de gestão de dados e viu no programa a chance de se especializar em um assunto no qual já estava inserido.

Mas, enfim, o que de fato um curso para aprimorar as habilidades na sua área de atuação pode fazer por sua carreira? Em conversa com Nicolle Santos (Head de B2B) e Carolina Fiordelisio (Team Leader do Centro de Carreiras), da EBAC, identificamos 3 benefícios do upskilling que elencamos a seguir.

Consolidar conhecimentos

Carolina Fiordelisio, Centro de Carreiras

Ao investir em cursos de aperfeiçoamento, você passa a ter uma base mais sólida para tocar as atividades do dia a dia na empresa onde trabalha.

De acordo com Carolina, alguns alunos da EBAC compartilham a importância desse desenvolvimento por meio de situações simples em seus cotidianos profissionais.

É uma análise de dados feita por meio de planilhas de Excel, por exemplo.

Dependendo do volume de dados, conhecimentos aprofundados permitiriam análises mais assertivas e de um jeito mais eficiente. “Quando isso acontece, a procura por um curso de análise de dados, como Power BI (ferramenta de construção de relatórios e dashboards de forma mais automática) ou SQL (linguagem padrão para o trabalho com banco de dados), pode ser interessante”, observa.

Ainda no campo dos dados, Carolina lembra que profissionais de Marketing, CRM ou Financeiro também podem se beneficiar de um curso nesse segmento, já que ele ensina a construir informação a partir de todos os tipos de dados de uma empresa. “Há companhias que criam núcleos de inteligência de dados por conta disso”, complementa.

É o caso do Núcleo de Inteligência de Dados para o Gerenciamento de Cidades e Segurança (NInDa), da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos. Multidisciplinar, ele agrega pesquisadores especialistas em diferentes segmentos, como ciência de dados, Inteligência Artificial, monitoramento urbano e segurança pública. O objetivo é criar soluções no desenvolvimento de cidades sustentáveis e inteligentes, tendo como eixo a segurança pública.

Com a consolidação dos conhecimentos, algumas portas podem se abrir. Carolina relata que há casos de alunos que, por estarem fazendo cursos, começaram a participar de novos projetos nas empresas onde trabalham. Ela cita o caso de um aluno que atua em uma empresa automobilística e que sempre trabalhou com logística. Por conta de estar fazendo ciências de dados, ele passou a participar de um projeto de data citizens na companhia, ampliando as possibilidades do que pode fazer.

Aumentar a empregabilidade

A melhor maneira de um profissional garantir o seu futuro, seja na empresa onde está, em um novo empregador ou em uma carreira autônoma, é expandindo seu conhecimento e conjunto de habilidades. E quanto antes aproveitar as oportunidades de qualificação, maiores serão as chances de se beneficiar.

Nicolle Santos, Head de B2B da EBAC

Segundo Nicolle Santos, que cuida das parcerias da EBAC com as empresas, há uma demanda crescente por parte das companhias no upskilling. Isso acontece porque, a partir do momento que atuam no plano de carreira de seus colaboradores e têm um olhar focado no desenvolvimento organizacional, elas ganham tanto em atração quanto em retenção de talentos. Por exemplo, quando uma empresa com turnover muito alto (indicador que mede a quantidade de funcionários que deixam uma empresa em um determinado período) entende a importância de desenvolver os planos de carreiras de seus colaboradores, ela reduzirá esses índices, irá reter seus talentos e irá investir nas pessoas que possuem vontade de se desenvolver dentro dela.

Carolina complementa que, pelas conversas que tem com os alunos, dá para perceber que os cursos são muito valiosos para as empresas. “Há casos em que o estudante fala com o seu gestor sobre estar fazendo o curso e emenda com a ideia de um projeto que pode implementar na empresa, tendo como base o que aprendeu no curso”, compartilha.

Ela afirma que esse tipo de comportamento demonstra protagonismo. E, quando o aluno não pensa nessa possibilidade, é incentivado pelo time do centro de carreiras por meio de um programa de consultoria. “Essa é uma estratégia importante, especialmente se o aluno quer ampliar o seu escopo de atuação na empresa”.

Rômulo, aluno EBAC mencionado no início deste artigo, é um exemplo desse protagonismo. Trabalhando no setor administrativo de uma startup, cujo carro-chefe são produtos de dados, ele sentiu que precisava aprimorar seus conhecimentos em algumas ferramentas relacionadas à área. Ele chegou a concluir um curso de ciência de dados, mas ainda queria ir além. “Havia uma lacuna de aprendizado que o curso de Data Analytics da EBAC Online conseguiu preencher, especialmente para o controle de versões e visualização de dados”, afirma. E ele não pretende parar por aí. “Com certeza, voltarei a fazer outros cursos”, conclui.

Despertar o olhar para outras oportunidades

O upskilling pode também despertar o estudante para oportunidades que antes não vislumbrava, fora ou dentro da empresa em que está. Como Carolina lembra, o aluno às vezes está fazendo uma atividade que domina e começa a aprender uma coisa nova, como uma evolução do que já faz. Ela conta que eles percebem que o conhecimento pode aproximá-los de novas oportunidades de assumir um cargo mais alto ou ainda de olhar para o mercado.

É o caso da Gláucia Brum, a escritora do início deste artigo. De acordo com ela, o curso de roteiro que está fazendo na EBAC Online está proporcionando uma perspectiva mais pessoal para a construção de personagens. Ela percebe que isso está ampliando a sua visão no processo e abrindo novos horizontes profissionais na escrita.

Nessa fase, geralmente surge ainda um outro despertar, que é a necessidade ou mesmo o anseio de desenvolver as soft skills (habilidades comportamentais). E isso se aplica tanto para quem está buscando uma transição de carreira, quanto para quem já está em crescimento em uma área.

“Pensando numa trajetória evolutiva de carreira, em uma pessoa que está se aprimorando para crescer em sua área, é natural que ela assuma uma posição de liderança ou que tenha isso como objetivo. Então, acaba sendo natural que ela passe a olhar mais para habilidades como liderança, comunicação, negociação”, explica Carolina.

Ela indica que costuma ver alunos apontando a necessidade de aprimorar os soft skills, pois já estão suprindo uma outra necessidade com cursos mais técnicos. Na consultoria de carreira que é oferecida aos estudantes, são discutidos os pontos fortes e de melhoria, com feedbacks para que o aluno evolua e esteja sempre com o olhar atento e aberto às novas oportunidades. “Já recebi e-mails de alunos dizendo que, com o curso, começaram a procurar novas oportunidades e mudaram de emprego”, finaliza Carolina.

Então, para você que busca expandir suas possibilidades na carreira, fica o recado: sempre é hora de investir no upskilling. Ao aprimorar suas habilidades e competências, você está abrindo um mundo de novas oportunidades!