Games

Wordle: desvendando o jogo de palavras que virou febre mundial

Explicamos a lógica e os motivos para o sucesso desse game que, apenas em janeiro deste ano, teve mais de 2 milhões de acessos

De tempos em tempos, surgem jogos que viram febre. Desde Farmville e Candy Crush, no entanto, o posto de novo jogo viciante estava em aberto. Pelo menos até o Wordle viralizar, no começo de 2022. Esse novo sucesso está disponível gratuitamente pelo site do jornal The New York Times.

Como funciona

O jogo é extremamente simples: você tem que adivinhar qual é a palavra de cinco letras e tem seis tentativas para isso. Se não conseguir, perdeu. A palavra disponível é a mesma para todo mundo em um mesmo dia. No dia seguinte, será outra - como nas palavras cruzadas do jornal impresso.

A cada letra que você tenta adivinhar, o quadradinho ganha uma cor. Cinza significa que a palavra não contém aquela letra. Amarelo, que a palavra tem aquela letra, mas não na posição em que você colocou. Verde significa letra certa na posição certa.

O jogo tem disponível um "dicionário" de 2.500 palavras compostas por 5 letras. Foram selecionadas as palavras mais acessíveis e reconhecíveis - embora alguns fãs se irritem com as menos comuns.

Não é preciso fazer nenhum tipo de cadastro para jogar, e você pode compartilhar seus resultados.

Como surgiu

Durante a pandemia, o engenheiro Josh Wardle desenvolveu um joguinho para a sua parceira, que adorava jogos de palavras e de lógica (sim, o nome Wordle é um trocadilho com o sobrenome do seu criador). Eles passaram meses jogando juntos. Depois que Wardle mostrou sua invenção no grupo de WhatsApp da família, o sucesso foi imediato.

Ele decidiu lançar o jogo publicamente em outubro de 2021. No mês seguinte, 90 pessoas tinham experimentado. Em cerca de 2 meses, este número pulou para 300.000. O pulo-do-gato foi quando uma usuária na Nova Zelândia, onde o Wordle é extremamente popular, postou no Twitter seu resultado. Ela substituiu cada tentativa por um emoji para não dar spoiler da resposta do dia. Wardle incorporou a função ao jogo, com um design que lembrava um cubo mágico. Ficou muito fácil compartilhar o resultado, e era isso que faltava para criar um senso de comunidade na experiência de jogo. As imagens de quadradinhos verdes, amarelos e cinza começaram a bombar no Twitter.

Os porquês do sucesso

Mas por que um jogo que é uma versão um pouco mais digital e elaborada do analógico jogo da forca faz tanto sucesso? Os especialistas têm muitos palpites.

Além de gerar um senso de pertencimento, já que todos estão resolvendo o mesmo enigma, o Wordle tem embutida a dose exata de competitividade: suficiente para você querer saber como se saiu com relação a outras pessoas ou se achou o jogo do dia fácil ou difícil.

Foi uma aposta na contramão das tendências, em todos os sentidos. O Wordle é visualmente simples e clean. Isso é um alívio para os sentidos em uma rotina sobrecarregada de estímulos sensoriais e uma exceção no mercado de games de hoje. O jogo não oferece notificações no celular, assinaturas ou inscrições.

Para Wardle, outro diferencial é que você só pode jogar uma vez por dia. Ele disse em entrevistas que se inspirou parcialmente em outro jogo de palavras, Spelling Bee, para criar um efeito de escassez. Ou seja, um recurso que faz com que os usuários fiquem ansiosos pela próxima rodada e se fidelizem, voltando no dia seguinte.

Outro fator sempre citado pelo engenheiro do software é que o jogo é simples e acessível, sem deixar de ser desafiador. Mesmo jogando todo dia, descobrir a palavra dá uma gratificação imediata, um senso de ter cumprido alguma coisa.

O timing de lançamento, ainda na pandemia, ajudou no sucesso: o Wordle, com seus desafios diários numerados, virou uma pausa para refrescar a cabeça.

Relutante em monetizar o jogo a princípio, Wardle acabou vendendo-o ao jornal New York Times. O valor não foi divulgado, mas especula-se que a cifra chegue a sete dígitos.

Opções ao Wordle

O sucesso rápido já gerou variantes em outros países e idiomas. Nesse momento, uma lista sugere que existem 222 versões do jogo em 79 línguas, segundo uma reportagem da BBC. A versão brasileira é o Term.ooo, que já tem pelo menos 400 mil jogadores diários. O engenheiro Fernando Serboncini desenvolveu o game de adivinhação de palavras no final de 2021, durante as folgas do trabalho, inspirado no Wordle.

Boa parte do trabalho de Fernando foi criar uma lista de palavras, a partir de bases de dados disponíveis gratuitamente na internet com grandes quantidades de textos em português. Ele criou um algoritmo para analisar os dados e extrair palavras de cinco letras comuns e frequentemente usadas em nosso idioma. Feita a lista, ele desenvolveu o jogo em dois dias e publicou.

A versão em português cresceu ainda mais rápido que o Wordle, com mais de 10.000 acessos logo de cara. Também em português, há também o Letreco, o Charada e o Palavra do Dia. Indicadores de que, às vezes, menos é mais e o simples funciona.