O que é identidade visual?

Última atualização
10 jan 2024
Tempo de leitura
11 min
O que é identidade visual

Entenda qual a importância e os benefícios de uma identidade visual para uma empresa e como desenvolver uma.

Segundo uma pesquisa da Lucidpress e Demand Metric, 90% das organizações concordam que é importante apresentar suas marcas de forma consistente em todos os lugares onde as pessoas possam encontrá-las. Para fazer isso de uma forma bem-sucedida, porém, é recomendável ter uma identidade visual.

Mas se você ainda não sabe o que é uma identidade visual, quais são os seus benefícios e os principais fatores que a tornam tão essencial para as empresas, essas e outras questões serão explicadas a seguir em nosso artigo. Confira:

O que é identidade visual?

Identidade visual é a representação gráfica de uma marca. Ela pode ser composta por elementos como: logotipo, slogan, cores, tipografia e outros recursos visuais que a diferenciam das demais empresas e que, juntos, propagam alguma mensagem.

Toda identidade visual bem desenvolvida transmite a essência e os valores da marca e, assim, estabelece uma conexão duradoura com o público. Cada elemento, desde a paleta de cores até a tipografia, desempenha um papel crucial na narrativa visual (história contada por meio do uso de mídia visual para comunicar algo) da empresa.

Por exemplo: você já deve ter ouvido falar da Coca-Cola, certo? A Coca-Cola é um exemplo de produto que tem uma identidade visual única e memorável. Não apenas por seu tempo de mercado, mas pela perfeição visual de sua marca. Quando olhamos para seus produtos físicos e suas campanhas, conseguimos associar a imagem à empresa. Inclusive, é comum ligarmos a cor vermelha à Coca-Cola, justamente por conta dessa identidade visual marcante.

Importância e benefícios da identidade visual para uma marca

Fonte: Freepik

Investir em uma identidade visual vai muito além do aspecto estético. Ela também representa conceitos fundamentais para o sucesso de uma marca. Com ela, você pode comunicar os valores, a missão e a personalidade da empresa, do produto ou do serviço para o público e, também, estabelecer uma conexão emocional com ele.

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria Brand Finance, em 2023, a identidade visual é um dos fatores mais importantes para o sucesso de uma empresa. A pesquisa mostrou que as marcas com identidades visuais fortes são mais propensas a serem lembradas pelos consumidores, a serem consideradas confiáveis e a serem recomendadas.

Ou seja, uma identidade visual forte gera reconhecimento, diferenciação no mercado e confiança do consumidor. Além disso, ela contribui para uma experiência unificada nos pontos de contato com a marca (todas as interações das pessoas com a marca, seja online ou por outros canais), desde o site até as redes sociais e embalagens de produtos.

Quais as diferenças entre identidade visual, marca e branding?

Fonte: Unsplash

Muitas pessoas confundem e pensam que identidade visual, marca e branding têm o mesmo significado. Os três conceitos estão relacionados, mas são diferentes. Como já explicamos o que é uma identidade visual, confira as definições de marca e branding:

Marca

O nome “marca”, a depender do contexto, pode ser entendido de diferentes formas. Mas quando se fala em design, a palavra se refere ao logotipo de uma instituição. Ou seja, a marca é a representação visual da empresa que comunica ao público quem ela é.

Branding

Já o branding é o processo estratégico de construção e gestão da marca. Ele envolve a definição de propósito, valores e ações para criar uma conexão emocional com o público. No geral, o objetivo do branding é desenvolver uma visão positiva da marca perante o público. Esse processo preza pelo gerenciamento da reputação da empresa no mercado.

Cada conceito desempenha um papel único, mas todos são interdependentes (que dependem uns dos outros). A identidade visual é a face visível da marca, enquanto a marca é o logotipo da empresa e o branding é o processo estratégico que molda essa personalidade.

Como as três metodologias funcionam em conjunto?

Os três conceitos são interligados e funcionam em colaboração para criar uma presença de marca forte e memorável. É como uma relação de ver, ouvir e sentir.

A identidade visual é o que engloba a marca. Ela é o primeiro contato que as pessoas têm com um produto e o que dá vida à empresa, enquanto o branding define a personalidade e os valores dela.

Juntos, os três formam uma narrativa visual coesa que constrói uma conexão mais profunda e unificada com os consumidores.

Elementos da identidade visual

Elementos da identidade visual

Fonte: Freepik

Já vimos que a identidade visual é importante e de grande valor para o mercado atual, e gera uma diferenciação para o público.

No entanto, a construção dela envolve diversos elementos essenciais para garantir consistência e o reconhecimento da marca. Desde aspectos formais até variações da assinatura, cada detalhe contribui para a coesão visual da marca em diferentes contextos e formatos. Vamos entender cada um:

Aspectos formais da marca

Considerados a espinha dorsal da identidade visual, os aspectos formais da marca abordam os principais elementos gráficos de um logotipo, como: cores, símbolos, espaçamentos, entre outros, garantindo uma representação visual consistente e reconhecível.

Variações da assinatura da marca

Quando existe limitação técnica, nem sempre sua marca ficará aparente em materiais físicos ou digitais, por conta da falta de contraste, fundos escuros ou ausência de cores, por exemplo.

Por isso, ter diversas variações do logotipo permite que haja uma adaptação da sua marca para diferentes meios e tamanhos, mantendo a identidade visual em outros contextos. Existem diferentes tipos de variação de assinatura de marca, como:

Assinatura principal: é a versão prioritária da marca. Utilizada na horizontal ou na vertical, dependendo da especificação no brandbook (também conhecido como manual da marca, é um conjunto de informações que estabelece os valores e a cultura da marca).

Assinatura secundária: é uma variação da assinatura principal. Usada em tamanhos menores, em fundos coloridos ou em locais onde a assinatura principal não pode ser utilizada. Comumente associada a uma versão horizontal ou vertical, dependendo da orientação da assinatura principal.

Assinatura positiva: é uma versão do logotipo que usa cores que contrastam com o fundo, tornando o logotipo mais legível e visualmente agradável. Em geral, a assinatura positiva é usada na cor preta.

Assinatura negativa: é uma versão do logotipo que usa cores que são iguais ao fundo, criando um efeito de silhueta que pode ser mais atraente. Em geral, é usada na cor branca.

Aspectos técnicos da marca

Todo produto precisa de especificações técnicas, e com a marca não é diferente.

Os aspectos técnicos da marca são cruciais para definir como ela deve ser usada. Eles incluem elementos como resolução (qualidade de como ela deve ser exibida em diferentes canais), formatos, espaçamentos, além de reproduzir de forma adequada a identidade visual em várias plataformas.

Padrão de utilização da marca

Aspecto central para qualquer identidade visual, o padrão de utilização da marca é um documento que estabelece as diretrizes para o uso da marca. Ele funciona como um manual de instruções.

Seguir o padrão de utilização da marca permite definir um modelo para a aplicação dela e garantir que seja apresentada de maneira uniforme em diferentes materiais e canais (mídias sociais e impressas, por exemplo).

Assim, evita-se qualquer deformação na estrutura do logotipo, como: alteração das cores, fontes ou, até mesmo, substituição de elementos.

Dimensões mínimas e máximas para a impressão

Quando for necessário utilizar a marca em diferentes contextos, é preciso ter alguns cuidados. Para isso, as dimensões mínimas (proporções abaixo das quais a marca não deve ser impressa) e máximas (proporções acima das quais ela não deve ser impressa) são utilizadas para garantir qualidade quando imprimida ou visualizada.

Estabelecer dimensões específicas ajuda a manter a legibilidade (conseguir identificar todas as letras de uma mensagem) e a integridade visual (consistência da identidade visual em todos em termos de: cor, tipografia, ícones e imagens e estilo gráfico) da marca em diferentes formatos impressos.

Utilização em fundos coloridos, preto, branco e monocromáticos

Numa situação em que você precisa imprimir ou apresentar sua marca em um material digital, o que fazer quando o fundo não dá contraste? Para isso, existem as aplicações em fundos de diversas cores.

Diferentemente das variações de assinatura de marca, que se concentram nas diferentes maneiras como a assinatura deve ser usada, a utilização em fundo colorido irá permitir que a identidade visual tenha padrões em outras cores.

Adaptar a identidade visual para diferentes contextos de cor assegura que a marca seja versátil e mantenha sua integridade em qualquer cenário.

5 passos para desenvolver a identidade visual

Fonte: Pexels

A identidade visual é uma ferramenta poderosa que pode contribuir para uma marca se destacar da concorrência e ela também ajuda as pessoas a reconhecer ou associar a marca a certos valores. Mas como criar uma? Confira os 5 passos para desenvolver uma identidade visual de sucesso:

1. Saiba quem é seu público

Compreender seu público-alvo é o primeiro passo para construir uma identidade visual de sucesso. Conhecer as preferências, necessidades e expectativas do seu consumidor ajuda a moldar elementos visuais que se relacionem com o público desejado.

2. Faça um planejamento

Um planejamento sólido é essencial para guiar o desenvolvimento da identidade visual. Nele, você irá definir metas, valores e diretrizes visuais que serão seguidas ao longo do processo. O que você quer alcançar com sua marca? O que você deseja transmitir? Confiança? Respeito? É necessário pensar nesses detalhes.

3. Faça um brainstorm

O brainstorming ou tempestade de ideias é o momento criativo em que ideias fluem livremente. É uma atividade desenvolvida para explorar diferentes conceitos, cores e formas que representam a essência da sua marca. No final, pode sair um ótimo conceito para uma identidade visual.

4. Prototipação

Prototipar é crucial para este momento. Transformar ideias em protótipos ajuda você a enxergar como a identidade visual vai se traduzir em todos os seus materiais de marketing (sites, redes sociais, mídias impressas). No futuro, ajustes podem ser feitos para garantir uma representação eficaz da marca.

5. Apresente a sua identidade visual

A apresentação da identidade visual é o momento decisivo para alinhar as expectativas. Comunique a história por trás de cada elemento visual escolhido, destaque como esses recursos refletem seus valores e a personalidade da sua marca. Esta etapa é fundamental para garantir uma aceitação positiva tanto interna quanto externamente.

***

Em resumo, compreender a importância da identidade visual, suas diferenças em relação à marca e ao branding, e a aplicação prática no mercado é fundamental para o sucesso de qualquer negócio.

Ao seguir os passos para desenvolver uma identidade visual sólida, uma empresa não apenas se destaca esteticamente, mas também constrói uma conexão duradoura com seu público-alvo através de seus produtos e serviços. Investir nesse processo implica no crescimento e no reconhecimento de uma marca no mercado.

Por isso, se você deseja desenvolver sua própria identidade visual e aprender os princípios do design gráfico para desenvolver aplicações impressas e digitais para o seu negócio – ou para outras empresas -, não deixe de conhecer nosso curso de Branding e Identidade Visual. Agora se você deseja adentrar o mercado de trabalho do design, conheça nosso curso de Profissão: Designer Gráfico.

Ah, e para ficar ainda mais por dentro do mundo do design, participe dos nossos eventos online!

Página inicial / Design
Equipe EBAC

O conteúdo

Profissão: Designer Gráfico

Aprenda todos os aspectos do Design Gráfico com os melhores profissionais da área. Construa sua carreira em um mercado crescente e cada vez mais valorizado. Domine os softwares mais usados da Adobe, obtenha noções avançadas de Tipografia e Branding, e se torne um designer requisitado! Estude com aulas e projetos práticos, entregando peças gráficas desde os primeiros módulos.

12 meses
12x de
R$ 399,92
(parcelas sem juros no cartão de crédito)
Investimento pelo curso completo
R$ 4.799
R$ 9.600
Inscreva-se no curso
Compartilhe sua opinião
Notificar sobre comentários

Ou como convidado

Cadastre-se Cadastre-se Cadastre-se Cadastre-se Cadastre-se

Artigos Relacionados

24 maio 2024
12 min
Teste de usabilidade: o que é e para que serve?

Prevenir falhas de design e ficar alinhado com as necessidades do usuário são alguns dos benefícios dessa técnica de pesquisa que avalia a facilidade de uso de um produto ou serviço.

24 maio 2024
12 min
18 maio 2024
8 min
Qual é a relação entre usabilidade e UX

Entenda por que a usabilidade é um fator importante para o sucesso de um negócio

18 maio 2024
8 min
25 jan 2024
6 min
O que faz um full stack designer e como se tornar um?

Requisitado pelas empresas, esse profissional domina diferentes áreas do design

25 jan 2024
6 min
23 dez 2023
6 min
O que é e no que consiste o design editorial?

Seus textos vão se tornar mais interessantes e fáceis de ler, se você pensar em cada elemento visual da apresentação dele.

23 dez 2023
6 min
17 dez 2023
8 min
O que faz um ilustrador e como se tornar um

Um ilustrador capta a essência visual de um texto e ajuda o leitor a processar a informação

17 dez 2023
8 min
11 dez 2023
5 min
Estudantes da EBAC participam de workshop no escritório da Adobe

Com foco na Adobe MAX 2023, os estudantes da EBAC ficaram por dentro das atualizações que estão sendo implementadas nas ferramentas da Adobe

11 dez 2023
5 min